Linhas de Elvas
Alentejo 2020 - Projectos aprovados
Nutriprado
Sanielvas 358x90
Sanielvas 358x90

Opinião, por Paulo Paulino- - Tauronews

2ª Corrida das Sanjoaninas

25 de Junho: Cavaleiro Marcos Bastinhas e os Matadores Álvaro Lorenzo e Ginés Marín. Forcados Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense (Ganadaria Albino Fernandes)

26 Junho 2017

25 de Junho: Cavaleiro Marcos Bastinhas e os Matadores Álvaro Lorenzo e Ginés Marín. Forcados Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense (Ganadaria Albino Fernandes)

Tarde quente e praça com 3/4 preenchidos. Lidaram-se toiros de Albino Fernandes a cavalo e novilhos de Falé Filipe a pé.

Marcos Tenório – o toiro inicial tinha muito bom tipo, uma estampa que saiu nobre, lutador e a transmitir. O cavaleiro compreendeu bem o toiro e sacou uma lide positiva com uma série de curtos de muita qualidade.

O grupo da Tertúlia Tauromáquica Terceirense efectuou uma boa pega à 2 tentativa, tendo como forcado da cara Francisco Matos, bem ajudado por todo o grupo. Especial destaque para o 1 ajuda Fernando Mangueira que deu volta no final.

O toiro da segunda lide já não tinha a mesma qualidade de investida do inicial mas deixou-se tourear. O cavaleiro apostou numa brega mais cuidada e uma maior ligação ao toiro e nos momentos finais da lide, encerrou com a espectacularidade que lhe é característica.

O grupo Terceirense culminou a sua actuação numa pega que teve na cara o forcado Helénio Melo que consumou boa pega á 2 tentativa, bem ajudado pelos restantes ajudas. O forcado efectuou a sua despedida do activo como forcado nesta pega.

Álvaro Lorenzo – Teve pela frente um primeiro toiro combativo que se deixou tourear. Regular no capote, na muleta aproveitou as boas investidas pela direita, e o saldo final foi interessante numa lide realizada essencialmente nos médios.

O seu segundo era mais áspero nas investidas e se no tércio de capote conseguiu algumas boas verónicas, na muleta o matador sobressaiu com boas séries de naturais a correr a mão, suavizando bem alguma brusquidão do oponente tendo no final conseguindo bons detalhes artísticos em terrenos de peso, numa lide que se pode considerar bem conseguida.

Ginés Marín – O seu toiro inicial queria mais do que podia mas saiu nobre. Esteve artista com o capote e na multa, condicionado pela pouca capacidade física do oponente, conseguiu boas séries pela esquerda numa lide de boa nota.

Recebeu o último toiro da corrida, também este a poder pouco, com regularidade no capote. O toiro nunca permitiu que o diestro conseguisse romper mas ainda assim esteve esforçado e retirou do oponente o pouco “sumo” que este apresentava com alguns conseguidos bons passes.

Paulo Paulino - Tauronews

Links Relacionados