Linhas de Elvas
Nutriprado
Elióptica - Cuidamos da sua visão
Sanielvas 358x90 - Nov17
Linhas PDF

Tauromaquia

João Moura no Campo Pequeno para triunfar

Expoente máximo do toureio a cavalo, João Moura tem sempre como meta triunfar na próxima corrida, independentemente de tourear no Campo Pequeno, onde mais uma vez inaugura a temporada, Madrid, Nîmes ou Praça México.

05 Abril 2017

Insaciável no que a triunfos respeita, obtidos ao longo de uma carreira de mais de 40 anos, o cavaleiro João Moura apresenta-se esta quinta-feira no Campo Pequeno para triunfar.

Expoente máximo do toureio a cavalo, João Moura tem sempre como meta triunfar na próxima corrida, independentemente de tourear no Campo Pequeno, onde mais uma vez inaugura a temporada, Madrid, Nîmes ou Praça México.

João Moura confessa a sua satisfação por fazer parte do cartel de 6 de Abril que ele classifica como “verdadeiramente extraordinário”.

“É uma grande satisfação e uma grande responsabilidade integrar este cartel, sobretudo quando se está perante um público carinhoso sim, mas muito exigente no que respeita, sobretudo, ao toureio a cavalo”, lembra e acrescenta: “De mim o público só pode esperar entrega total e um desejo único: triunfar! É para isso que estarei esta quinta-feira, no Campo Pequeno”.

Artista tranquilo e consciente do seu legado ao toureio a cavalo, mostra essa tranquilidade quando fala do que conseguiu transmitir aos seus filhos (João e Miguel), ambos cavaleiros de alternativa e nos quais considera ter assegurado a continuidade do seu toureio.

O Maestro tem ainda um sonho por cumprir: “Tourear no Campo Pequeno com os meus três filhos João, Miguel e João Tomás”, actualmente com 8 anos.

João Moura foi considerado o cavaleiro triunfador da temporada de 2016, no Campo Pequeno e irá alternar com os matadores Juan José Padilla (espanhol) e Roca Rey (peruano) e os forcados amadores se Vila Franca, capitaneados por Ricardo Castelo, triunfadores, tal como Padilla, da temporada de Lisboa. Roca Rey, por seu turno, impôs a sua classe e valentia, logo na primeira temporada como matador de toiros, o que faz dele a figura do momento, em todo o mundo taurino.

Os toiros (dois) para a lide a cavalo são da ganadaria de Mário e Herdeiros de Manuel Vinhas e os da lide a pé (quatro), à ganadaria dos Herdeiros de Varela Crujo.