Coronavírus Covid-19
Linhas de Elvas
CME Redes Sociais
El Faro - Campanha de Verão
Elióptica 2020 - Proteja os olhos
Bricoelvas
Camelo Maio 2020
Elióptica 2020 - Loja Online
Nabeirauto - Opel Mokka
Jocriauto 012020
Jocriauto 012020
Sanielvas 358x90 - Nov17
Nabeirauto - Opel Mokka

Crónica

Feira de Olivença: uma festa contagiante

Cumpriram-se este ano trinta anos da Feira Taurina de Olivença tal como nós a conhecemos hoje, um sonho de dois visionários, os irmãos Marcelino e Pablo Ortiz Blasco, que adquiriram a velhinha praça na altura, e que apostaram em dois jovens empresários o Sevilhano José Cutiño e o Pacense Joaquim Dominguez para levar em frente o sonho Oliventino. Hoje sobram palavras para descrever aquilo que todo mundo taurino, e não só, conhece.

11 Março 2020

Cumpriram-se este ano trinta anos da Feira Taurina de Olivença tal como nós a conhecemos hoje, um sonho de dois visionários, os irmãos Marcelino e Pablo Ortiz Blasco, que adquiriram a velhinha praça na altura, e que apostaram em dois jovens empresários o Sevilhano José Cutiño e o Pacense Joaquim Dominguez para levar em frente o sonho Oliventino. Hoje sobram palavras para descrever aquilo que todo mundo taurino, e não só, conhece.Olivença Feira Taurina
Este ano o início teve lugar como vem sendo hábito na sexta feira com a tradicional novilhada, este ano concurso de ganadarias com novilhos de Juan e Luís Albarran, El Freixo, José Luis Iniesta, Talavante e Vistalegre. Diego San Roman mostrou maneiras mas não conseguiu cortar nenhum troféu, Tomás Rufo cortou uma orelha no seu primeiro, sendo o triunfador Manuel Perera, que debutava com picadores, este novilheiro extremenho natural de Villanueva del Fresco cortou uma orelha no seu primeiro e duas no segundo abrindo assim a porta grande. Perera estreou nesta importante data um novo apoderado, nada mais nada menos que Juan José Padilla. Olivença Feira Taurina
Este ano no sábado apenas corrida pela tarde, toiros de Garcigrande para Enrique Ponce, António Ferrera e Julian Lopez "El Juli", Ponce cortou uma orelha no seu segundo toiro, El Juli que sorteou o pior lote não cortou nenhum troféu sendo o triunfador da tarde António Ferrera, que indultou o seu primeiro toiro de nome "Atajante" e cortou mais uma orelha no segundo do seu lote. Relembramos que Ferrera reaparecia na sua terra depois da grave colhida que teve à poucas semanas na praça de Bogotá.
A matinal de domingo foi um mano a mano entre Emílio de Justo e Gines Marin perante toiros de Vitoriano del Rio e Toros de Cortés, um grande curro de toiros com o maioral da ganadaria a acompanhar os dois artistas na saída em ombros pela porta grande, no que toca a resultados ganhou Gines Marin que cortou cinco orelhas tendo Emílio de Justo cortado um total de três, uma no primeiro e desorelhou o ultimo.
Cartel de figuras e de grande espectativa para fechar a feira de dois mil e vinte, José Maria Manzanares cortou a única orelha da tarde no segundo do seu lote, Morante de la Puebla e Pablo Aguado pouco poderam fazer com os astados que tiveram pela frente e que pertenciam à ganadaria de Zalduendo. Grandes entradas de público em todas as corridas, com a de sábado esgotada. Olivença vive nestes dias um ambiente absolutamente maravilhoso, tanto para os amantes da Tauromaquia como para aqueles que procuram uma festa contagiante e única onde os comerciantes locais, e não só... "Fazem o seu Agosto!"

Herlander Coutinho