euroace
Linhas de Elvas
Elióptica Novembro
Alimentos de Extremadura
Nutriprado
Bricoelvas
Liberdade Branco
Bricoelvas
Sanielvas 358x90 - Nov17
Liberdade Branco
Assine Já

Saúde: Assinado memorando de cooperação transfronteiriça

Este protocolo permite a partilha de conhecimentos na área da saúde entre a região do Alentejo e Extremadura

04 Julho 2018

Os profissionais de saúde dos lados fronteiriços do Alentejo e Extremadura vão cooperar e trocar conhecimentos de forma a melhorar e qualificar o serviço de saúde das duas regiões.

Esta quarta-feira, 4 de Julho, o Município de Elvas, a ULSNA (Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano) e a Junta da Extremadura, bem como o Ministério de Saúde nacional e espanhol e a Administração Regional de Saúde do Alentejo, assinaram um memorando de entendimento transfronteiriço na área da saúde, que permite troca e partilha de conhecimentos, e assegura a cooperação entre várias entidades para melhorar os cuidados de saúde dos territórios transfronteiriços alentejanos e extremenhos.

Nuno Mocinha, presidente do município de Elvas, lembra que este é o primeiro passo para as equipas de trabalho e que ainda deve levar algum tempo até que os utentes notem as diferenças.

“Deu-se um passo importante, não diretamente para os utentes pois o que está em causa é a autorização das constituições das equipas de trabalho, para que se vejam em que áreas podem cooperar e ver esta partilha do saber fazer, tecnologia e da formação. Só a partir do momento em que estejam identificadas em concreto estas áreas é que pode haver uma melhoria. Não significa que seja diretamente, mas sim indireta. Se, por exemplo, trocarmos conhecimentos entre os dois lados da fronteira melhora o que é o conhecimento dos profissionais de saúde, logo melhora o serviço dos utentes. Isto é a criação de um contexto facilitador para que as entidades e profissionais possam partilhar uns com os outros aquilo que melhor existe para servir as pessoas”, disse.

 

“Criou-se o contexto da Eurocidade para que houvesse esta facilitação em termos de entendimentos, hoje é na área da saúde, já aconteceu na área da logística, vamos dando estes passos para que seja fortificada pela cooperação. É a partilha daquilo que existe de um lado e de outro da fronteira como se de um mesmo se tratasse”.

José Vergeles Blanca, Consejero da Saúde e Politicas Sociais da Junta da Extremadura, assinalou que as comunidades fronteiriças do Alentejo e Extremadura há muito que estão ligadas. “Já não se pode dizer que haja fronteira, nem Raia. Somos muito parecidos do ponto de vista cultural, viajamos de um lado ao outro da Raia e daí que é necessário que nos coordenamos na atenção aos cuidados primários, continuados, na atenção hospitalar de cada um de nós.

João Moura dos Reis, presidente da ULSNA, refere que este memorando vem fortalecer todas as áreas, dentro da Saúde. “Desde o momento em que há uma partilha de conhecimentos e experiência iremos perceber o que está menos bom e perceber em como vamos melhorar”, indicou.

A assinatura do memorando decorreu no salão nobre da Câmara Municipal de Elvas.

(este é um artigo exclusivo da edição impressa de 12 de Julho, para se tornar assinante clique aqui)