Linhas de Elvas
Remax - Já abriu
Elióptica Junho 2018
Nutriprado
Sanielvas 358x90 - Nov17
Linhas Rádio
Américo Nunes
Assine Já
Linhas Rádio
Sanielvas 358x90 - Nov17

Simulacro envolve várias entidades (C/VÍDEOS)

Exercício testa meios da PSP, da Protecção Civil, dos Bombeiros Voluntários de Elvas e da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano.

29 Maio 2018

Um simulacro envolvendo a PSP, a Protecção Civil, os Bombeiros Voluntários de Elvas e a Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA) decorreu na manhã de terça-feira, dia 29.
As “vítimas” foram encaminhadas para o Hospital de Santa Luzia, onde a ULSNA fez o balanço da iniciativa através de uma conferência de imprensa.

Pelas 12 horas teve lugar, no salão nobre do Coliseu, um briefing onde as várias entidades envolvidas abordaram a ocorrência. 

Cláudio Carapuça, vice-presidente da Câmara de Elvas, agradeceu a todos, intervenientes e "vítimas", e salientou a necessidade não só de se ter consciente que a protecção civil começa em cada um de nós mas de que estes exercícios obrigatórios são fundamentais para testar meios e corrigir falhas.
O coordenador municipal da Protecção Civil, Tiago Bugio, deixou uma nota de agradecimento a todos, reforçando a importância da participação da ULSNA na pessoa do Dr. Juan Alba e da enfermeira Catarina Aranha.
Nuno Silva, Comandante da Divisão de Elvas da Polícia de Segurança Pública, sublinhou, que tendo em conta o largo espectro de entidades responsáveis pela resolução de uma situação destas, torna-se vital a execução destes simulacros para treinar um sistema holístico de todas as entidades.
Por sua vez, o segundo comandante distrital da protecção civil, observador do exercício, salientou que fazer um exercício multi-vítimas não é fácil e por isso é muito importante este tipo de iniciativas. Agradeceu a todos e, embora haja detalhes a melhorar, considerou que o exercício foi extremamente positivo e a interacção entre as diversas entidades também.
Falando pela ULSNA, o Dr. Juan Alba destacou que foi um exercício muito positivo e agradeceu o trabalho de todos os profissionais intervenientes nestas operações reais. Já a enfermeira Catarina Aranha fez um balanço "extraordinariamente positivo, embora haja detalhes a melhorar", os quais só são possíveis de notar neste tipo de iniciativas.
José Laço, presidente da Junta de Freguesia de Assunção, Ajuda, Salvador e Santo Ildefonso, agradeceu a todo o painel interveniente, frisando a enorme disponibilidade e empenho.
O autarca deixou ainda uma palavra em relação ao enquadramento do simulacro e à maneira de encarar a situação, "bem delineada, mas que não passava de um exercício". Lançou ainda o desafio para que este tipo de iniciativas se realizasse duas vezes por ano.
Paulo Moreiras, segundo comandante dos Bombeiros Voluntários de Elvas, agradeceu aos seus homens e mulheres, sublinhando que se tentou fugir à rotina e ao normal neste tipo de simulacros, procurando um enquadramento mais real.
Tiago Bugio acrescentou ainda que está previsto um exercício internacional a realizar em Novembro de 2019, com vários países, diversos cenários e durante 24 horas.