Linhas de Elvas
Nutriprado
Elióptica Junho 2018
Sanielvas 358x90 - Nov17
Bricoelvas
Sanielvas 358x90 - Nov17
Américo Nunes
Bricoelvas
Assine Já

Comissão de Utentes da Rede Viária do Caia

Marcha lenta contra a sinistralidade rodoviária na Nacional 371 e 373

Catorze cidadãos constituíram a recém-criada Comissão de Utentes da Rede Viária do Caia que apela à manifestação, através de uma marcha lenta, contra a "alta taxa" de sinistralidade verificada nas estradas nacionais 371 e 373, que ligam as localidades de Arronches, Campo Maior e Elvas.

14 Maio 2018

Catorze cidadãos constituíram a recém-criada Comissão de Utentes da Rede Viária do Caia que apela à manifestação, através de uma marcha lenta, contra a "alta taxa" de sinistralidade verificada nas estradas nacionais 371 e 373, que ligam as localidades de Arronches, Campo Maior e Elvas.

A primeira acção pública da Comissão de Utentes da Rede Viária do Caia foi o encontro com os presidentes das câmaras municipais de Campo Maior e de Elvas, no dia 14 de Maio, com o fim de "indagar acerca das acções e intervenções previstas para as vias em questão, e respectivas datas".

A Comissão, segundo sublinham os catorze elementos que a compõem, "nasceu para dar voz à necessidade sentida pela população dos concelhos de Campo Maior e de Elvas, principais utentes da EN373 e da EN371, de circular em segurança. O grande número de acidentes rodoviários verificado ao longo das últimas décadas, com graves danos materiais e humanos, é a causa da indignação dos utentes e respectivas famílias. Ambas vias são usadas, diariamente, por largas centenas de pessoas que não têm alternativa viável para chegar ao seu trabalho, à sua escola ou aos mais diversos serviços".

A Comissão de Utentes da Rede Viária do Caia reconhece como problemas fundamentais, aos quais pede "solução urgente", o traçado das vias, o congestionamento provocado pelo excessivo trânsito de camiões, em ambos sentidos e, ainda, "a não concretização, até à data, das sucessivas propostas de construção de variantes que as autoridades têm apresentado".

Durante o mês de Maio, em data a divulgar, está prevista a realização de uma marcha lenta nas estradas nacionais 371 e 373.