Linhas de Elvas
Elióptica Junho 2018
Nutriprado
Bricoelvas
Sanielvas 358x90 - Nov17
Linhas Rádio
Teatro Romano Mérida
Bricoelvas
Sanielvas 358x90 - Nov17
Assine Já
Linhas Rádio
Teatro Romano Mérida
Américo Nunes

Autoestradas do sul lideraram crescimento do tráfego

As autoestradas do sul do país, segundo dados da empresa concessionária Brisa, foram as que mais cresceram de tráfego no ano passado, com a circulação na A6, entre a Marateca e Elvas, a ser a quarta, em termos percentuais, com maior aumento de trânsito.

03 Abril 2018

As autoestradas do sul do país, segundo dados da empresa concessionária Brisa, foram as que mais cresceram de tráfego no ano passado, com a circulação na A6, entre a Marateca e Elvas, a ser a quarta, em termos percentuais, com maior aumento de trânsito.

A variação da circulação anual em 2017 foi superior na A9 (CREL – Circular Regional Exterior de Lisboa), com um crescimento de 10,6%. A seguir, em termos percentuais, posicionou-se a A10, que liga a CREL a Benavente e à A13, com uma subida de circulação na ordem dos 9,6%. Precisamente a A13, que liga Almeirim até à Marateca, protagonizou o terceiro maior crescimento de circulação de veículos no ano de 2017, com um aumento de 8,6%. Foi esta a mesma variação percentual da circulação de tráfego na A6 no ano passado, entre a Marateca e Elvas.

A única autoestrada da Brisa com maiores crescimentos de circulação a norte da área metropolitana de Lisboa foi a A14, entre Coimbra e a Figueira da Foz, com uma subida de 8,2%.

Depois, nesta lista voltam a surgir as autoestradas a sul. Com 8,1% de crescimento de circulação, posicionou-se a A2, entre Lisboa e o Algarve.

Os menores crescimentos de circulação na rede no ano passado foram registados nas autoestradas a norte do país.

Em termos globais, a rede de autoestradas da Brisa evidenciou um crescimento de 6,8% na circulação de veículos em 2017.