Linhas de Elvas
Elióptica Junho 2018
Nutriprado
Remax - Já abriu
Linhas Rádio
Sanielvas 358x90 - Nov17
Américo Nunes
Assine Já
Linhas Rádio
Sanielvas 358x90 - Nov17

Ferrovia

Lançado a concurso o segundo troço Évora-Elvas

A Infraestruturas de Portugal lançou quinta-feira, 29 de Março, o Concurso Público Internacional para a empreitada de construção do 2.º troço entre Freixo e Alandroal, com um valor base de concurso de 105 milhões de euros, no âmbito do Programa Ferrovia 2020.

02 Abril 2018

A Infraestruturas de Portugal lançou quinta-feira, 29 de Março, o Concurso Público Internacional para a empreitada de construção do 2.º troço entre Freixo e Alandroal, com um valor base de concurso de 105 milhões de euros, no âmbito do Programa Ferrovia 2020.

A obra a concurso contempla a construção da plataforma de via-férrea, numa extensão total de 20,5 quilómetros, incluindo terraplanagem para materialização do novo canal ferroviário, drenagem longitudinal e transversal, a execução de uma estação técnica, dezasseis Obras de Arte Correntes e dez Obras de Arte Especiais, sendo a construção de plataforma de via férrea e Obras de Arte preparadas para a futura duplicação da via, construção de caminhos paralelos e de caminho de acesso e emergência.

O prazo de execução desta intervenção é de 24 meses. O subtroço a materializar na presente acção, entre Freixo e Alandroal, garante a continuidade do subtroço Évora Norte – Freixo, empreitada lançada no passado dia 5 de Março, em Elvas, onde estiveram presentes os primeiros-ministros de Portugal e Espanha, António Costa e Mariano Rajoy, respectivamente.

O novo troço da Linha de Évora, constituído pelos troços anteriormente referidos, terá uma extensão total de cerca de 100 quilómetros, 80 dos quais de construção nova, em via única eletrificada (25 kV-50 Hz) sobre plataforma para via dupla, balastrada com carril UIC60 e travessa de betão polivalente (preparada para receber a bitola europeia).

Este troço integra o Corredor Internacional Sul e segundo o Presidente do Conselho de Administração da IP, António Laranjo, “a concretização deste projecto reveste-se de extrema importância na ligação aos Portos do Sul do País à rede ferroviária, nomeadamente com a ligação a Badajoz, potenciando o aumento da capacidade exportadora de mercadorias do país.”

O presente contrato é co-financiado pela união europeia através do programa Coneecting European Facilities (CEF) ao abrigo de contratos de co-financiamento com comparticipações que variam entre 40 e 50%.