Programa de Aceleración
Linhas de Elvas
Elióptica Abril 2018
Nutriprado
Linhas Rádio
Sanielvas 358x90 - Nov17
Sanielvas 358x90 - Nov17
Assine Já
Linhas Rádio

Política

Federação da JS de Portalegre elege o Secretariado

A Federação de Portalegre da Juventude Socialista reuniu a primeira Comissão Política Federativa do mandato no último sábado, dia 20 de Janeiro, na sede Distrital do PS e da JS, em Portalegre.

25 Janeiro 2018

A Federação de Portalegre da Juventude Socialista reuniu a primeira Comissão Política Federativa do mandato no último sábado, dia 20 de Janeiro, na sede Distrital do PS e da JS, em Portalegre.

Da ordem de trabalhos releva-se a eleição do secretariado da federação, órgão executivo da estrutura.

Bruno Mocinha (coordenador Concelhio de Elvas), João Diogo Carlos (coordenador Concelhio de Castelo de Vide) e João Pedro Meira (coordenador Concelhio de Portalegre) são os vice-presidentes da JS no distrito de Portalegre para o próximo biénio.

O Gabinete de Estudos ficará a cargo de João Silva e Luís Baptista. O pelouro do Ambiente, Agricultura e Florestas é entregue a André Pleno e Diogo Aragonez, enquanto Ignácio Pranto e Diogo Chaves asseguram as Relações Internacionais e Transfronteiriças. As Infraestruturas e Mobilidade ficam a cargo de João Mota e André Cachola.

A Educação, Cultura e Juventude ao leme da Marta Caixas Inácio, Mariana Messias, João Pires e Ricardo Silva. A vertente de Economia, Trabalho e Tecnologia cabe a Lúcia Bonacho, a Comunicação a cargo de Bruno Anacleto, a Saúde e Desporto por Andreia Fazendas e a Justiça com o Filipe Rodrigues. Salienta-se que outras áreas, como as autarquias, ficaram avocadas na presidência e vice-presidências da Federação.

Com esta eleição ficam fechados os órgãos da Federação da JS para o mandato 2017/2019, juntando-se o secretariado ao Presidente de Federação reeleito em Dezembro último, Eduardo Alves, e à Presidente da Mesa eleita, Rita Valério.

Nas palavras do Presidente da Federação, Eduardo Alves, “o novo secretariado faz a soma das diversas sensibilidades territoriais no Alto Alentejo, entregando a tutela sobre as variadas áreas de actuação da estrutura a jovens que nessas matérias fazem os seus percursos académicos, profissionais e associativos. É uma equipa que estará à altura dos desafios que os próximos dois anos reservam”.