Linhas de Elvas
Elióptica Abril 2018
Nutriprado
Sanielvas 358x90 - Nov17
Linhas Rádio
Assine Já
Linhas Rádio
Sanielvas 358x90 - Nov17

Arronches

Chove no interior do centro de saúde

Já foi lançado um segundo concurso público, que termina a 28 de Fevereiro, e caso cheguem propostas de empresas, a obra, que implica um investimento de 100 mil euros, é para arrancar o quanto antes.

13 Janeiro 2018

As más condições do espaço físico do centro de saúde de Arronches estão a preocupar a presidente da Câmara Municipal desta localidade, Fermelinda Carvalho, que lamenta a situação e aponta o dedo à tutela.

Em declarações à Rádio Portalegre, Fermelinda Carvalho disse ter conhecimento que chove no interior do centro de saúde, onde há salas sem portas e faltam meios auxiliares para as pessoas com deficiência nos sanitários.

O caso foi denunciado no “Noticias de Arronches", que fala em “degradação total” do centro de saúde, mas a autarca considera essa avaliação “exagerada”. Questionada sobre se Arronches precisa de um novo centro de saúde, Fermelinda Carvalho respondeu negativamente, defendendo que os problemas existentes têm resolução.

A autarca mostrou-se ainda disponível para “ajudar” a fazer melhorias no centro de saúde, mas só avançara se houver um pedido de apoio formal, que até agora ainda não foi solicitado, por parte do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA).

Confrontado com os problemas do centro de saúde de Arronches, o presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), João Moura Reis, fez questão de sublinhar que os mesmos “não estão a afectar a prestação dos cuidados de saúde à população.

Por outro lado, referiu que os problemas ainda não estão resolvidos porque o primeiro concurso público para a adjudicação da obra, que terminou em Setembro, ficou vazio.

João Moura Reis esclareceu que já foi lançado um segundo concurso público, que termina a 28 de Fevereiro, acrescentando que se aparecerem propostas de empresas, a obra, que implica um investimento de 100 mil euros, “é para arrancar já”.

O administrador da ULSNA admitiu ainda não colocar de parte pedir auxílio à Câmara de Arronches para realização da obra, caso não tenha outra solução.