Linhas de Elvas
Nutriprado
Elióptica Regresso às Aulas
Bricoelvas
Linhas Rádio
Sanielvas 358x90 - Nov17
Américo Nunes
Linhas Rádio
Sanielvas 358x90 - Nov17
Assine Já
Bricoelvas

Instituto Politécnico de Portalegre com mais de 1000 novos alunos em 2017/18

Dos 516 novos alunos das licenciaturas do IPP, 59% entraram pelo contingente do Concurso Nacional de Acesso, 37% pelo contingente dos Concursos Especiais (diplomados de cursos Técnicos Superiores Profissionais, maiores de 23 anos, titulares de cursos superiores e mudanças de par Instituição/curso) e 4% ao abrigo do Estatuto do Estudante Internacional.

30 Outubro 2017

Terminadas as três fases de colocações do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES) e as duas fases de colocações dos concursos especiais para o ano lectivo de 2017/18, nas vagas abertas para os quinze cursos de licenciatura, distribuídos pelas quatro escolas do IPP, matricularam-se no Instituto 516 novos alunos, ultrapassando, assim, as vagas iniciais abertas para o CNAES (511). A maior parte das vagas das turmas do 1º ano das licenciaturas preenchidas, revela o Instituto Politécnico de Portalegre. É assim nos cursos de Turismo, Serviço Social, Jornalismo e Comunicação na ESECS; nos cursos de Gestão, Administração Publicidade e Marketing, Engenharia Informática e Design e Animação Multimédia na ESTG; no curso de Enfermagem Veterinária na ESAE; e no curso de Enfermagem na ESS. Para além destes, os cursos de Agronomia, de Equinicultura, de Design de Comunicação e de Higiene Oral obtiveram também, de acordo com o estabelecimento, "resultados muito satisfatórios", a par dos cursos pós-laborais de Gestão e de Serviço Social.

Dos 516 novos alunos das licenciaturas do IPP, 59% entraram pelo contingente do Concurso Nacional de Acesso, 37% pelo contingente dos Concursos Especiais (diplomados de cursos Técnicos Superiores Profissionais, maiores de 23 anos, titulares de cursos superiores e mudanças de par Instituição/curso) e 4% ao abrigo do Estatuto do Estudante Internacional.

Para os 12 cursos de Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) matricularam-se 160 novos alunos. O IPP tem CTeSP a funcionar em Portalegre, em Elvas, em Ponte de Sor, e pela primeira vez em Campo Maior, onde dois novos CTeSP iniciaram as suas actividades lectivas, numa parceria que envolveu o município e duas grandes empresas aí instaladas, a Delta e a Hutchinson. Este número de novos alunos dos CTeSP corresponde a um aumento de 25% em relação ao ano anterior.

Também nos cursos de mestrado nas quatro escolas do IPP matricularam-se 200 novos alunos, sendo que o mestrado de Enfermagem, em associação com outras instituições de ensino superior do Alentejo e de Castelo Branco, é o mais concorrido. Para além deste, estão já a funcionar os cursos de mestrado em Agricultura Sustentável, Educação Especial, Educação Pré-Escolar, Educação e Proteção de Crianças e Jovens em Risco, e Gestão de PME, aguardando ainda a finalização da última fase do concurso, até ao final do mês, não só para estes mestrados, mas também para os de Média e Sociedade e de Gerontologia.

Segundo o Politécnico de Portalegre, destaca-se ainda "o aumento substancial de estudantes internacionais no IPP", especificando que "para além dos 22 alunos que se matricularam para fazer todo o curso de licenciatura, ao abrigo do estatuto do estudante internacional, estão matriculados mais 30 novos alunos que integram o curso (1 ou 2 semestres), 18 dos quais ao abrigo do Programa ERASMUS. Estes 52 novos alunos internacionais são, fundamentalmente, originários do Brasil, Espanha, São Tomé e Príncipe, mas também da Bósnia, Letónia, Hungria e Turquia.

O Centro de Línguas e Culturas (CLiC) do IPP tem já 133 novos alunos inscritos em cursos a funcionar em Portalegre, Elvas e Ponte de Sor, prevendo-se ainda mais 45 novos alunos em cursos a funcionar em Campo Maior, em parceria com a autarquia.

O Núcleo de Formação Contínua (NFC) do IPP que oferece cursos de curta duração e formação pós-graduada ao longo de todo o ano, conta já com 23 novos alunos no presente ano lectivo; número que se prevê que supere os valores obtidos nos últimos quatro anos, ao longo dos quais o NFC do IPP formou em média 143 alunos por ano, através destes cursos de curta duração direccionados para a comunidade.

Uma última nota sobre a proveniência geográfica dos novos alunos de licenciatura colocados no concurso nacional: apenas 1/4 destes estudantes são provenientes do distrito de Portalegre; 3/4 são provenientes de outras regiões do país, sendo que os distritos mais significativos de proveniência destes estudantes são Lisboa, Évora, Santarém, Leiria e Setúbal. Por curiosidade, os cursos de Equinicultura e de Enfermagem Veterinária da ESAE não têm qualquer estudante do concurso nacional oriundo do distrito de Portalegre.

Os alunos matriculados nas licenciaturas provenientes dos concursos especiais, de natureza mais local, são praticamente todos da região de Portalegre. O mesmo acontece com os estudantes dos cursos Técnicos Superiores Profissionais e dos cursos de mestrado, bem como os formandos do CLiC e do NFC que são praticamente todos da região de Portalegre.

Estes dados de 2017/2018, de acordo com o IPP, "são muito positivos, reforçam de forma inequívoca o importante papel que o IPP tem enquanto âncora do desenvolvimento regional, nomeadamente na qualificação das suas populações e na relação de proximidade com empresas e organizações".