alimentos de extremadura
Linhas de Elvas
Bricoelvas
Elióptica 2020 - Proteja os olhos
Elióptica 2020 - Loja Online
El Faro - Campanha de Verão
Camelo Maio 2020
Nabeirauto - Crossland X
Jocriauto 012020
Nabeirauto - Crossland X
Sanielvas 358x90 - Nov17
Jocriauto 012020

Gáfete em choque com morte do enfermeiro Paulo Morais

O enfermeiro Paulo Morais, de 47 anos de idade, faleceu quarta-feira, dia 29 de Julho, situação que deixou a freguesia de Gáfete, onde exercia a sua profissão há cerca de 17 anos, chocada e transtornada.

31 Julho 2020

O enfermeiro Paulo Morais, de 47 anos de idade, faleceu quarta-feira, dia 29 de Julho, situação que deixou a freguesia de Gáfete, onde exercia a sua profissão há cerca de 17 anos, chocada e transtornada.
“Infelizmente, perdemos um excelente e competente enfermeiro que laborava na extensão de Saúde de Gáfete diariamente, colaborando e auxiliando o médico de Medicina Geral e Familiar João Manuel Batista Carvalho, demonstrando sempre uma dedicação e empenho extraordinário para com os seus utentes, tanto na prestação de serviço público que desempenhava no local, bem como no trabalho domiciliário que realizava à população mais fragilizada em termos de saúde”, refere uma mensagem de pesar subscrita pelo presidente da Junta de Freguesia de Gáfete, José Manuel Abreu Garcia, pelo presidente da Câmara Municipal do Crato, Joaquim Bernardo dos Santos Diogo, pelo médico de Medicina Geral e Familiar do Centro de Saúde do Crato - Extensão de Gáfete, João Manuel Batista Carvalho, e pela presidente da União de Freguesias de Crato e Mártires, Flor da Rosa e Vale do Peso, Ana Isabel Antunes Mereces.
O funeral de Paulo Morais realiza-se hoje, sexta-feira, com início às 13,45h, na vila do Crato, onde haverá um pequeno cortejo fúnebre, seguindo para o crematório de Elvas, acompanhado de um autocarro cedido pela Câmara Municipal do Crato, que transportará a família e amigos, onde haverá uma pequena cerimónia religiosa pelas 16,30h, que será participada apenas pelos familiares e alguns convidados da família, não ultrapassando as 20 pessoas nos termos da legislação que vigora no âmbito da pandemia de Covid-19.