Coronavírus Covid-19
Linhas de Elvas
CME Redes Sociais
Elióptica 2020 - Loja Online
Camelo Maio 2020
El Faro - Campanha de Verão
Elióptica 2020 - Proteja os olhos
Bricoelvas
Nabeirauto - Opel Mokka
Jocriauto 012020
Sanielvas 358x90 - Nov17
Nabeirauto - Opel Mokka
Jocriauto 012020

Câmara de Évora volta a atribuir apoios financeiros a bombeiros e clubes desportivos

A Câmara de Évora vai voltar a atribuir apoios financeiros aos bombeiros voluntários e aos clubes e associações desportivas do concelho.

24 Maio 2020

A Câmara de Évora vai voltar a atribuir apoios financeiros aos bombeiros voluntários e aos clubes e associações desportivas do concelho, este ano, mais de uma década depois de os ter suspendido devido a dificuldades financeiras.
"Pela primeira vez em mais de 10 anos, a Câmara tem a possibilidade de voltar a dar apoio financeiro" aos bombeiros e clubes, congratulou-se o presidente do Município, Carlos Pinto de Sá, em declarações à agência Lusa.
O autarca notou que a retoma do apoio será feita de forma gradual, explicando que é possível agora depois de a Autarquia ter liquidado o Programa de Apoio à Economia Local (PAEL) e voltado a ter condições financeiras.
Os apoios financeiros aos Bombeiros Voluntários de Évora e a 33 clubes e associações desportivas, que envolvem uma verba total superior a 150 mil euros, foram aprovados, por unanimidade, em reunião de Câmara.
Segundo o presidente do Município, a corporação de bombeiros vai receber um subsídio de 45 mil euros, para além do pagamento de seguros e apoios na aquisição de equipamentos, enquanto a verba total para os clubes e associações ascende a cerca de 100 mil euros.
Em relação aos clubes e associações, trata-se de "um apoio específico", devido à pandemia da covid-19, sublinhou, indicando que a Autarquia vai voltar analisar novos apoios financeiros para a próxima época desportiva.
Pinto de Sá adiantou que o Município conta começar a disponibilizar as verbas em Junho ou Julho, preferencialmente em prestações, porque "a Câmara não tem condições para pagar tudo de uma vez só".
"Com os bombeiros, já acordámos que a verba será paga em prestações mensais até final do ano", acrescentou.
A Câmara de Évora liquidou antecipadamente a dívida ao PAEL, no final de 2019, depois de ter obtido "luz verde" do Governo e o visto do Tribunal de Contas para dois empréstimos bancários, no valor de 22,7 milhões de euros.
O Município tinha recorrido ao PAEL, em 2013, durante a anterior gestão PS, para um empréstimo de 32 milhões de euros para pagar dívidas de curto prazo.

SYM // MLM
Lusa