Linhas de Elvas
Nutriprado
El Faro - Rebajas 2020
Elióptica 2020 - 2
Nabeirauto Crossland
Jocriauto 012020
Sanielvas 358x90 - Nov17
Jocriauto 012020
Assine Já
Nabeirauto Crossland

Detidos seis homens suspeitos de furtos em vários distritos

A GNR deteve seis homens com idades entre os 26 e os 44 anos, suspeitos de diversos crimes de furto.

10 Fevereiro 2020

A GNR de Palmela deteve hoje seis homens com idades entre os 26 e os 44 anos, suspeitos de diversos crimes de furto nos distritos de Faro, Santarém e Setúbal, anunciou o Comando Territorial de Setúbal.
Os detidos, que segundo a GNR já estavam referenciados pela prática de cerca 30 furtos nos distritos de Évora, Faro, Lisboa, Santarém e Setúbal, estão indiciados pelos crimes de furto qualificado, receptação e dano qualificado.
Segundo um comunicado do Comando Territorial de Setúbal da GNR, os seis homens integravam uma rede que estava a ser investigada há 13 meses e que se dedicava a furtos no interior de armazéns de vestuário, armazéns de tabaco, postos de abastecimento de combustível e estabelecimentos de restauração e bebidas.
A GNR salienta que o grupo também terá sido responsável pelo furto de diversas viaturas de mercadorias, que depois usava em outros assaltos.
Os artigos furtados eram depois vendidos em lojas, mercados e feiras, lê-se no comunicado.
Na operação policial foram ainda efectuadas 13 buscas domiciliárias e outras 13 não domiciliárias, que incluíram buscas numa garagem, numa loja e em diversos veículos, no âmbito das quais foram apreendidas oito viaturas e recuperado diverso material furtado, designadamente vestuário, material de decoração e brinquedos.
De acordo com o comunicado, a operação da GNR de Palmela contou com a colaboração de um total de 170 efectivos, incluindo elementos dos Destacamentos Territoriais de Almada, Montijo e Setúbal, do Grupo de Intervenção de Ordem Pública da Unidade de Intervenção da GNR, dos Destacamentos de Intervenção de Faro, Santarém e Setúbal e da Polícia de Segurança Pública.
Os seis homens deverão ser presentes a primeiro interrogatório judicial, na terça-feira, no Tribunal de Setúbal.

GR // MCL
Lusa