Coronavírus Covid-19
Linhas de Elvas
El Faro - Abril 2020
Linhas em sua casa
CCDRA 4º Trimestre 2019
Elióptica 2020 - 5
Jocriauto 012020
Linhas de Elvas
Nabeiroauto - Abril 2020
Sanielvas 358x90 - Nov17
Assine Já
Jocriauto 012020
Linhas de Elvas
Nabeiroauto - Abril 2020

Universidade de Évora atribui Honoris Causa ao antigo autarca Abílio Fernandes

O antigo presidente da Câmara de Évora Abílio Fernandes vai receber o grau de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Évora (UÉ), no dia 25 de Março.

27 Janeiro 2020

O antigo presidente da Câmara de Évora Abílio Fernandes vai receber o grau de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Évora (UÉ), no dia 25 de Março, revelou hoje à agência Lusa a reitora da academia alentejana.
Abílio Fernandes, que foi presidente do município durante 25 anos, "teve um contributo inegável, a seguir ao 25 de Abril de 1974, para a afirmação do Poder Local", afirmou a reitora da UÉ, Ana Costa Freitas.
Além disso, sublinhou, foi o autarca que "desenhou o primeiro Plano Director Municipal" (PDM), "levou a cultura à cidade e tornou-a acessível a todos" e participou na classificação do centro histórico de Évora como Património Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).
"Teve uma visão de afirmação da cidade ao mesmo tempo que se preocupava em dar mais bem-estar às pessoas, principalmente aos mais desprotegidos", destacou a reitora, considerando que Abílio Fernandes "foi um impulsionador da evolução que a cidade sofreu".
Ana Costa Freitas realçou que a atribuição do grau de Doutor Honoris Causa a Abílio Fernandes enquadra-se na política da UÉ de "melhorar e fomentar, cada vez mais, a relação com a sociedade e com a cidade".
A cerimónia está marcada para as 11:00 do dia 25 de Março, na sala de actos do Colégio Espírito Santo da UÉ, estando o discurso laudatório a cargo de Rui Namorado Rosa, professor emérito da Universidade de Évora.
Actualmente reformado, Abílio Fernandes, de 81 anos, foi presidente da Câmara de Évora durante 25 anos, entre 1976 e 2001, eleito sempre em listas lideradas pelo PCP, para além de ter tido vários cargos no partido.
Depois de deixar a presidência do município, após perder as eleições para o PS, Abílio Fernandes foi eleito deputado da Assembleia da República em 2005, mas, em 2007, renunciou e passou o lugar a João Oliveira, actual líder parlamentar comunista.
Abílio Miguel Joaquim Dias Fernandes, natural de Moçambique, é licenciado em Finanças pelo Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras de Lisboa.
O centro histórico de Évora foi reconhecido a 25 de Novembro de 1986 como Património Mundial pela UNESCO.

SYM // MLM
Lusa