Linhas de Elvas
Elióptica Natal 2019
CCDRA 3º Trimestre 2019
Nutriprado
Jocriauto
Liberdade Branco
Jocriauto
Sanielvas 358x90 - Nov17
Liberdade Branco
Assine Já

Politécnico de Portalegre vai ampliar instalações em 2020

As comemorações do aniversário do IPP, que se assinalaram hoje, incluíram também a assinatura de um protocolo com a Direção Geral do Ensino Superior de Cabo Verde.

25 Novembro 2019

O campus do Instituto Politécnico de Portalegre (IPP) vai ser ampliado em 2020, com a construção de um novo edifício para as áreas do desporto e lazer, anunciou hoje o presidente da instituição, Albano Silva.
“Esperamos que tudo corra bem e que 2020 seja o ano de construção deste edifício projectado a partir do actual edifício dois, uma obra que a par da ampliação da zona desportiva e de lazer contribuirá certamente para o campus politécnico”, disse.
Albano Silva, que falava no auditório do campus do IPP no decorrer da cerimónia do 39.º aniversário do instituto, indicou que o estudo prévio do projecto já está concluído.
A obra surge da necessidade de reajustar o campus do IPP, depois de ter sido transferida para o espaço a Escola Superior de Saúde que estava localizada junto ao hospital de Portalegre.
De acordo com o IPP, o novo edifício vai ter capacidade para 650 utilizadores e terá na eficiência energética “umas das principais preocupações”.
O projecto do novo edifício contempla dois auditórios contíguos, com hipótese de se transformarem num único espaço para cerca de 200 utilizadores, e seis salas multifuncionais capazes de dar resposta as necessidades decorrentes de novas metodologias de inovação pedagógica.
As comemorações do aniversário do IPP incluíram também a assinatura de um protocolo com a Direcção Geral do Ensino Superior de Cabo Verde.
O protocolo visa desenvolver um programa de cooperação para acesso de alunos cabo-verdianos ao IPP, bem como estabelecer cooperação em projectos de inovação, investigação e extensão académica, nomeadamente mobilidade e recursos humanos.
“Este ano, em particular, o protocolo prevê condições especiais para recebermos estudantes nas licenciaturas de tecnologia de produção de biocombustíveis, higiene oral e de educação básica e já estamos perto dos 25 alunos”, disse o presidente do Politécnico.
Sem especificar a quantidade de alunos estrangeiros no IPP, Albano Silva sublinhou que, nos últimos dois anos, esse número foi triplicado, sendo os “maiores contingentes” do Brasil, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Guiné Bissau.
“É para nós um enorme benefício podermos ter um ambiente mais internacional e intercultural, que conta actualmente com alunos de 20 nacionalidades”, disse.
Segundo Albano Silva, o IPP, com mais de 2.500 alunos, tem um impacto directo e indirecto na região “superior a 17 milhões de euros”, com 500 postos de trabalho criados, tornando-se a terceira entidade empregadora nos concelhos de Portalegre e Elvas.