Linhas de Elvas
CCDRA 3º Trimestre 2019
Nutriprado
Elióptica Natal 2019
Jocriauto
Liberdade Branco
Sanielvas 358x90 - Nov17
Assine Já
Jocriauto
Liberdade Branco

Academia Portuguesa da História distingue autora do livro "Contrabando e contrabandistas. Elvas na Primeira Guerra Mundial"

A obra "Contrabando e Contrabandistas. Elvas na Primeira Guerra Mundial", da autoria de Mariana Reis de Castro, foi distinguida com o prémio "EMEL/História dos Caminhos, Percursos e Mobilidade", atribuído pela Academia Portuguesa da História.

13 Novembro 2019

A obra "Contrabando e Contrabandistas. Elvas na Primeira Guerra Mundial", da autoria de Mariana Reis de Castro, foi distinguida com o prémio "EMEL/História dos Caminhos, Percursos e Mobilidade", atribuído pela Academia Portuguesa da História.

O galardão, que se traduz num prémio monetário de dois mil euros, premia o livro editado, em Maio deste ano, pela Imprensa de Ciências Sociais.

Este livro teve como principal intuito compreender o significado, a importância e o impacto do contrabando, no concelho de Elvas, entre a Primeira Guerra Mundial e o período do pós-guerra (1919-1922). Destacando os actores, as dinâmicas de resistência e repressão, assim como as relações entre o poder central, poder local e contrabandistas, o tema abordado enquadra-se ainda noutra linha temática ligada à acção do corpo da Guarda Fiscal, como entidade responsável pelo controlo e repressão de formas de contrabando, descaminho e transgressões fiscais.

Mariana Reis de Castro é mestre em História Contemporânea pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, investigadora do IHC-FCSH, Universidade Nova de Lisboa. O seu trabalho incide sobre a história de Portugal contemporâneo, história das instituições policiais em Portugal, em particular sobre a Guarda Fiscal, e a história do contrabando no século XX.