Linhas de Elvas
Nutriprado
CCDRA 3º Trimestre 2019
Elióptica Natal 2019
Jocriauto
Liberdade Branco
Liberdade Branco
Sanielvas 358x90 - Nov17
Jocriauto
Assine Já

Câmara de Arronches aprova orçamento de 6,1ME para 2020

O orçamento da Câmara de Arronches, no distrito de Portalegre, para 2020 ronda os 6,1 milhões de euros, mais 80 mil euros do que o deste ano, disse hoje à agência Lusa a presidente do município.

12 Novembro 2019

O orçamento da Câmara de Arronches, no distrito de Portalegre, para 2020 ronda os 6,1 milhões de euros, mais 80 mil euros do que o deste ano, disse hoje à agência Lusa a presidente do município.
“Uma parte do orçamento é para o funcionamento da câmara, para os encargos fixos, e a outra fatia considerável vai ser aplicada em investimento. O município já tem um bocadinho de tudo feito, mas há sempre obras que nos parecem importantes”, afirmou a autarca social-democrata de Arronches, Fermelinda Carvalho.
O orçamento para o próximo ano, segundo a autarca, que está a cumprir o terceiro e último mandato, foi aprovado por maioria, em reunião do executivo municipal, com os votos a favor dos quatro eleitos do PSD e uma abstenção do vereador da oposição PS.
A construção de um novo ninho de empresas e a recuperação do antigo Convento de Nossa Senhora da Luz são dois dos projectos que o município pretende concretizar em 2020.
“O convento, classificado como Imóvel de Interesse Municipal, vai albergar espaços comuns para o município e seus munícipes. Os fundos comunitários estão a ser negociados, prevendo as obras um investimento de cerca de 1,5 milhões de euros”, disse.
Quanto ao novo ninho de empresas, com espaços maiores, segundo Fermelinda Carvalho, vai contar com um investimento de 500 mil euros.
A câmara municipal tenciona ainda investir na construção de dez habitações sociais, nas freguesias rurais de Esperança e Mosteiros, bem como na continuação da recuperação das margens da Ribeira de Arronches.
“Estamos também a apostar muito na reabilitação urbana, com a aquisição de casas devolutas para as recuperar e destinar ao arrendamento jovem”, adiantou.
Além de continuar a adquirir equipamentos para o município, a câmara pretende também manter a atribuição de bolsas escolares para alunos do ensino superior.
“Quase todas as instituições de solidariedade social do concelho têm projectos em carteira e a câmara irá financiar todos os projectos, pagando uma grande parte do auto-financiamento das instituições. Além de oferecermos os projectos técnicos e os terrenos”, acrescentou.
Ao nível dos impostos municipais, a câmara decidiu manter em 0,30% a taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e devolver 2,5% da taxa de participação no Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS).
O orçamento vai ser votado em reunião de assembleia municipal, composta por 13 eleitos do PSD e seis do PS.