Linhas de Elvas
Nutriprado
CCDRA 3º Trimestre 2019
Elióptica Natal 2019
Liberdade Branco
Jocriauto
Jocriauto
Liberdade Branco
Sanielvas 358x90 - Nov17
Assine Já

Operação de resgate de corpo em pedreira de Vila Viçosa foi "excepcional"

"Foi excepcional esta operação, conseguimos ultrapassar as piores previsões que tínhamos. Em termos de planeamento, temos de considerar sempre os piores cenários possíveis, mas felizmente conseguimos resolver a situação mais rapidamente", afirmou, em declarações aos jornalistas no final das operações, que liderou.

11 Novembro 2019

A 2.ª comandante distrital de operações de socorro de Évora considerou hoje "excepcional" a operação de resgate do corpo do homem que no sábado caiu numa pedreira em Vila Viçosa, sublinhando que foram ultrapassadas "as piores previsões".
"Foi excepcional esta operação, conseguimos ultrapassar as piores previsões que tínhamos. Em termos de planeamento, temos de considerar sempre os piores cenários possíveis, mas felizmente conseguimos resolver a situação mais rapidamente", afirmou, em declarações aos jornalistas no final das operações, que liderou.
O corpo do operário, de 50 anos, foi resgatado hoje, cerca das 16:50, por mergulhadores da Força Especial de Protecção Civil e da GNR, depois de ter sido localizado, num mergulho, realizado ao final da manhã.
"Os mergulhadores voltaram novamente ao local onde já tinha sido identificada a localização do corpo e conseguiram chegar mais próximo e removê-lo", explicou, indicando que os operacionais beneficiaram, durante a tarde, de uma maior visibilidade na pedreira, cheia de água e com uma profundidade de cerca de 24 metros.
A 2.ª comandante distrital de operações de socorro de Évora destacou ainda o "excepcional profissionalismo e empenho" dos operacionais que estiveram no 'teatro de operações'".
O corpo, que estava fora da cabine da máquina, no fundo da pedreira, foi transportado para os serviços de Medicina Legal em Évora, depois de se ter deslocado ao local o delegado de saúde.
O acidente de trabalho ocorreu no sábado de manhã, com alerta dado às 09:42, quando a máquina industrial, tipo ‘dumper’ e carregada de pedras, e o manobrador caíram para o fundo da pedreira de mármore, desactivada e cheia de água, de uma altura de cerca de 30 metros, e ficaram no fundo a cerca de 24 metros de profundidade.
O comandante dos bombeiros de Vila Viçosa, Nuno Pinheiro, relatou à Lusa que o acidente ocorreu quando se procedia a descarga de pedras para "entulhar" e fechar a pedreira, localizada junto à estrada entre Vila Viçosa e Bencatel.
A Autoridade para as Condições no Trabalho (ACT) esteve no local do desastre para averiguar as circunstâncias em que ocorreu.
Este acidente aconteceu quase um ano depois (a data assinala-se no próximo dia 19) do desastre ocorrido no vizinho concelho de Borba, que provocou cinco mortos, devido ao aluimento de parte de uma estrada municipal que arrastou terra e pedras para o interior de duas pedreiras.