Linhas de Elvas
Elióptica Natal 2019
CCDRA 3º Trimestre 2019
Nutriprado
Jocriauto
Liberdade Branco
Liberdade Branco
Assine Já
Sanielvas 358x90 - Nov17
Jocriauto

Viana do Alentejo e Setúbal

Governo aprova projectos de regadio, um dos quais no Alentejo

No total, os projectos vão beneficiar uma área de 5.327 hectares, que passa a integrar o perímetro de Alqueva, contribuindo para o seu alargamento de 120 mil hectares para 170 mil.

18 Outubro 2019

O ministro da Agricultura, Capoulas Santos, aprovou os dois últimos projectos de regadio do seu mandato, em Évora e Setúbal, a que corresponde um apoio público de, sensivelmente, 30 milhões de euros, foi hoje anunciado.

“Trata-se do circuito hidráulico de Viana do Alentejo [em Évora] e do respectivo bloco de rega, e da ligação ao sistema de adução a Morgavel e à Albufeira de Fonte de Serne [em Setúbal]. A estes projectos corresponde um apoio público de cerca de 30 milhões de euros”, avançou, em comunicado, o Ministério da Agricultura.

Estes projetos inserem-se na segunda fase do Programa Nacional de Regadios (PNRegadios), financiada pelo Estado através dos empréstimos negociados com o Banco Europeu de Investimento (BEI) e com o Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa (CEB).

No total, os projectos vão beneficiar uma área de 5.327 hectares, que passa a integrar o perímetro de Alqueva, contribuindo para o seu alargamento de 120 mil hectares para 170 mil.

“Trata-se de uma importante componente do PNRegadios, cuja primeira fase está já em execução, e que visa a mitigação dos efeitos das alterações climáticas sobre a agricultura, dotando o país de mais reservas de água e de melhores e mais eficientes sistemas de aproveitamento”, apontou o Governo.

Por outro lado, este plano tem como objectivo o aumento da produtividade e competitividade da agricultura portuguesa, “contribuindo para o aumento das exportações e para a substituição de importações por produção nacional”.

A primeira parte do PNRegadios deverá estar concluída até 2023, com a criação de 100 mil novos hectares de regadio, a que correspondem 560 milhões de euros de investimento público e a criação de mais de 10 mil novos postos de trabalho permanentes.

A aprovação destes projectos constitui “a última intervenção de Capoulas Santos no âmbito do PNRegadios enquanto ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural”, lê-se no documento.

Conforme foi anunciado na terça-feira, Maria do Céu Albuquerque, até aqui secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, vai substituir Capoulas Santos na liderança do Ministério da Agricultura.