euroace
Linhas de Elvas
Nutriprado
Elióptica Julho 2019
Liberdade Branco
Liberdade Branco
Sanielvas 358x90 - Nov17
Assine Já

Hotel Palma em Monforte

Município esclarece situação actual do imóvel

O presidente da Câmara Municipal de Monforte, Gonçalo Lagem, “esclarece e descansa” os seus munícipes sobre o futuro do Hotel Palma, um equipamento municipal vítima de actos de vandalismo e roubo, garantido que “muito em breve a venda será formalizada, seguindo-se o início das obras de requalificação do espaço.”

17 Abril 2019

Na sequência da notícia publicada hoje no diário on-line www.linhasdeelvas.pt intitulada “Hotel Palma vandalizado e em degradação total”, o presidente da Câmara Municipal de Monforte, Gonçalo Lagem, vem “esclarecer e descansar”, em missiva enviada à nossa redacção, os seus munícipes sobre o futuro daquele equipamento municipal, garantido que “muito em breve a venda será formalizada, seguindo-se o início das obras de requalificação do espaço.”
Na mensagem ora enviada, e em resposta a uma carta enviada a diversos órgãos de comunicação social nacionais e locais por um cidadão monfortense, o município local esclarece que “o atual executivo está, como sempre esteve, desde que que tomou posse no seu primeiro mandato em 2013, atento e preocupado em encontrar uma solução para este equipamento, que preserve o espaço e permita que nele se desenvolva a atividade para o qual foi construído, bem como proteja e beneficie o erário público.
Assim o Executivo tentou ao longo destes anos dos seus mandatos encontrar uma solução que satisfizesse os objetivos atrás enunciados, pelo que promoveu diversos concursos públicos, quer para venda, quer para concessão do espaço, muitos deles infrutíferos por falta candidatos, provavelmente devido aos anos de crise económica que o país viveu.
Felizmente, em dezembro do ano passado, em hasta pública promovida pelo Município, foi possível encontrar interessados na compra do Hotel Palma, tendo a venda sido possível de concretizar. Tal permitirá não só dar uma solução á situação física do edifício, como será facto gerador de desenvolvimento económico do concelho e de criação de novos postos de trabalho.
No mês de março de 2019 foi realizada a adjudicação definitiva, encontrando-se o processo atualmente em fase de preparação da escritura pública respetiva.
Todos os passos dados pelo Executivo, ao longo dos seus mandatos, estão documentados nas atas das reuniões da Câmara e Assembleia Municipal, disponíveis no site do Município, pelo que é com alguma perplexidade que se constata que não seja do domínio público os esforços que tem sido desenvolvidos com vista à resolução deste problema.
O Executivo Municipal quer assim esclarecer e descansar os seus munícipes sobre o futuro deste equipamento, garantido que muito em breve a venda será formalizada, seguindo-se o início das obras de requalificação do espaço.
Relativamente aos atos de vandalismo referidos na notícia, tem este Executivo reagido aos mesmos, dentro do que os mecanismos legais lhe permitem, apresentado juntos das autoridades competentes as necessárias queixas, tendo inclusive algumas delas dado origem a detenções em flagrante delito”.

O Presidente da Câmara
Gonçalo Nuno Lagem

Noticias Relacionadas