Linhas de Elvas
Nutriprado
Talho Escarduça
Neurofit
Elióptica Abril 2019
Linhas Rádio 2019
Liberdade Branco
Assine Já
Liberdade Branco

Alterações climáticas ameaçam vinhas do Alentejo

Um aumento da temperatura média anual entre 0,7 e 3 graus centígrados até final do século colocará a região do Alentejo com temperaturas semelhantes às do Norte de África, onde simplesmente não há vinha.

04 Março 2019

Se as projecções do clima para um Portugal mais quente e seco se verificarem haverá pressão nas regiões mais quentes e secas no Sul.

As regiões do interior, como o Alentejo interior, o Douro superior e a Beira interior, serão os locais onde a vinha se encontra no limiar da sobrevivência e serão as mais afectadas.

Os investigadores João Santos e José Moutinho, professores da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, estão a desenvolver um projecto europeu de investigação sobre o impacto das alterações climáticas na viticultura

Para ambos e se a temperatura média na região subir dois ou três graus, tal bastará para fazer sucumbir as vinhas no Alentejo. Para Portugal prevê-se que o aquecimento global possa levar a um aumento da temperatura média anual entre 0,7 e 3 graus centígrados até final do século, o que colocará a região do Alentejo com temperaturas semelhantes às de hoje do Norte de África, onde simplesmente não há vinha.