flamenco y fado
Linhas de Elvas
Nutriprado
Elióptica Abril 2019
Linhas Rádio 2019
Assine Já
Sanielvas 358x90 - Nov17

“Necessário garantir auto sustento da produção de cereais”, diz Miguel Viegas

Eurodeputado do PCP alerta que país está dependente do exterior, pois importa mais de 95% dos cereais que produzem

08 Fevereiro 2019

Miguel Viegas aponta para a utilização de campos de cultivo abandonados e não utilizados, para produzir cereais, de forma a garantir uma taxa mínima de auto-sustento.

O deputado do Partido Comunista Português no Parlamento Europeu, esteve esta sexta-feira, 8 de Fevereiro, na Estação Nacional de Melhoramento de Plantas em Elvas onde deu o exemplo de uma herdade do Estado, situada no Alentejo, em “que está ao abandono” e outra no norte do país que dos “cinco mil hectares, apenas 500 estão a ser utilizados”.

O eurodeputado (na foto à direita) mostra-se preocupado com o importe de “mais de 95% dos cereais” que Portugal consume.

“A grande ameaça é que Portugal, ao nível dos países do Sul, tem uma carência gritante de cereais. Dependemos totalmente do exterior para o abastecimento de cereais, que são a base da nossa alimentação. Portugal nunca será exportador de cereais, mas tem de garantir uma taxa mínima de auto-abastecimento, de forma a que o país não fique vulnerável ao abrigo de situações exteriores, como o caso de um bloqueio económico, ou de um desastre natural”, afirmou Miguel Viegas.

Sobre a Estação de Melhoramento de Plantas, o mesmo referiu que encontrou “um conhecimento profundo e um trabalho em curso que tem de ser apoiado cada vez mais na batalha pela produção de cereais” indicando que a estação é “fundamental na preservação e valorização as estirpes de cereais, para poder no fundo viabilizar uma estratégia para vencer o défice agroalimentar e de produção, que afecta a economia e deixa Portugal numa situação de grande vulnerabilidade”.

Mais desenvolvimentos na edição em papel.