euroace jovenes periodistas
Linhas de Elvas
CCDRA 3º Trimestre 2019
Elióptica Julho 2019
Nutriprado
Liberdade Branco
Sanielvas 358x90 - Nov17
Assine Já
Liberdade Branco

“Necessário garantir auto sustento da produção de cereais”, diz Miguel Viegas

Eurodeputado do PCP alerta que país está dependente do exterior, pois importa mais de 95% dos cereais que produzem

08 Fevereiro 2019

Miguel Viegas aponta para a utilização de campos de cultivo abandonados e não utilizados, para produzir cereais, de forma a garantir uma taxa mínima de auto-sustento.

O deputado do Partido Comunista Português no Parlamento Europeu, esteve esta sexta-feira, 8 de Fevereiro, na Estação Nacional de Melhoramento de Plantas em Elvas onde deu o exemplo de uma herdade do Estado, situada no Alentejo, em “que está ao abandono” e outra no norte do país que dos “cinco mil hectares, apenas 500 estão a ser utilizados”.

O eurodeputado (na foto à direita) mostra-se preocupado com o importe de “mais de 95% dos cereais” que Portugal consume.

“A grande ameaça é que Portugal, ao nível dos países do Sul, tem uma carência gritante de cereais. Dependemos totalmente do exterior para o abastecimento de cereais, que são a base da nossa alimentação. Portugal nunca será exportador de cereais, mas tem de garantir uma taxa mínima de auto-abastecimento, de forma a que o país não fique vulnerável ao abrigo de situações exteriores, como o caso de um bloqueio económico, ou de um desastre natural”, afirmou Miguel Viegas.

Sobre a Estação de Melhoramento de Plantas, o mesmo referiu que encontrou “um conhecimento profundo e um trabalho em curso que tem de ser apoiado cada vez mais na batalha pela produção de cereais” indicando que a estação é “fundamental na preservação e valorização as estirpes de cereais, para poder no fundo viabilizar uma estratégia para vencer o défice agroalimentar e de produção, que afecta a economia e deixa Portugal numa situação de grande vulnerabilidade”.

Mais desenvolvimentos na edição em papel.