flamenco y fado
Linhas de Elvas
Nutriprado
Elióptica Abril 2019
Linhas Rádio 2019
Assine Já
Sanielvas 358x90 - Nov17

Menino Jesus ‘voltou a nascer’ na Praça da República de Elvas (c/fotos)

O agrupamento de escuteiros 158 de Elvas do Corpo Nacional de Escutas criou um presépio ao vivo e contou a história do nascimento do Messias

Alexandre Levezinho

22 Dezembro 2018

A Praça da República voltou a concentrar centenas de pessoas para assistirem ao nascimento do menino Jesus, através da recriação do presépio ao vivo, no qual se conta a origem e o propósito do Natal

A encenação – que se realizou esta tarde de sábado, 22 de Dezembro - contou com cerca de 140 participantes e foi organizado pelo agrupamento de escuteiros 158 de Elvas do Corpo Nacional de Escutas. O responsável João Favita indicou que esta é uma forma de explicar aos mais pequenos que o Natal tem a ver com o nascimento de Jesus e não propriamente com o Pai Natal.

“O presépio ao vivo já é habitual em Elvas. Começámos em 1994, existiu uma interrupção mas depois a autarquia pediu-nos para voltarmos a fazer este evento. De manhã fizemos um desfile etnográfico pelas ruas do centro histórico. Durante a tarde tivemos uma feira de Natal, com artigos feitos pelos próprios escuteiros, para angariarmos fundos para o nosso agrupamento”, disse.

O presépio ao vivo conta mesmo com um jumento que traz a personagem de Virgem Maria e um “bebé real”.

“O menino Jesus é sempre um menino de verdade. Este ano a criança tem cerca de seis meses. Conseguimos encontrar estes recém-nascidos através de familiares do nosso agrupamento, o bebé deste ano é filho de um ex-chefe dos escuteiros. Se não for dessa forma terá de vir de fora e convidamos alguém com bebé para fazer o menino Jesus”, refere.

João Favita apontou que os próprios figurantes gostam de se envolver nesta iniciativa, pois além de estarem trajados ficam a perceber que o 25 de Dezembro é a celebração de Jesus Cristo e não a vida do Pai Natal.