euroace
Linhas de Elvas
Nutriprado
Loja da Paula
Elióptica Novembro
Liberdade Branco
Assine Já
Sanielvas 358x90 - Nov17
Liberdade Branco

Elvas

PSP revela novos detalhes de operação policial com disparo e fuga de indivíduo

Na perseguição apeada, que ocorreu na Avenida de Badajoz, perto do Aqueduto da Amoreira, o polícia que seguiu o suspeito “empunhou a sua arma de fogo de serviço e efectuou um disparo de advertência para o ar, sem, no entanto, o suspeito parar. Após alguns minutos de perseguição a pé, o indivíduo conseguiu escapar sem ter sido possível a sua intercepção e identificação”.

25 Outubro 2018

Uma acção de prevenção criminal na Avenida do Dia de Portugal, em Elvas, culminou ontem, 24 de Outubro, com uma perseguição a alta velocidade nas ruas da cidade.

Tal como o “Linhas de Elvas” avançou, na tarde de quarta-feira, um disparo foi efectuado por um agente policial quando um dos suspeitos se colocou em fuga, logo após o veículo em fuga ter sido interceptado pela PSP, junto ao Aqueduto da Amoreira.

Fonte da PSP refere que “o passageiro que ocupava o lugar ao lado do condutor se colocou em fuga a pé, levando consigo, numa das mãos, de forma dissimulada, um objecto que se suspeitou, no momento, ser uma arma de fogo à cintura, enquanto fugia”. Os restantes três ocupantes, entre os quais um menor, “permaneceram na viatura e foram devidamente controlados pelos elementos policiais”.

Na perseguição apeada, que ocorreu na Avenida de Badajoz, perto do Aqueduto da Amoreira, o polícia que seguiu o suspeito “empunhou a sua arma de fogo de serviço e efectuou um disparo de advertência para o ar, sem, no entanto, o suspeito parar. Após alguns minutos de perseguição a pé, o indivíduo conseguiu escapar sem ter sido possível a sua intercepção e identificação”.

Os restantes ocupantes da viatura que se colocou em fuga “foram transportados para a Esquadra da PSP de Elvas, onde foram identificados e, após diligências formais, seguiram o seu destino, por nada ter sido detectado contra os mesmos”.

A PSP descreve ainda que, no decorrer de uma acção de prevenção criminal na Avenida do Dia de Portugal, “identificou uma viatura a aceder àquele local, levantando, de imediato, suspeitas por não ser conhecida daquela zona. Nesse instante, os elementos policiais determinaram a paragem da viatura, tendo sido surpreendidos com a fuga da mesma através de manobras perigosas, mostrando-se necessário encetar perseguição para que, de forma clara e inequívoca, fosse interceptada. A viatura policial fez uso da devida sinalização de marcha de urgência, de forma sonora e através de luzes policiais”.

O automóvel em fuga acabou por ser interceptado cerca de “um quilómetro depois” e, durante o trajecto, “os polícias que perseguiram a viatura suspeita nunca fizeram uso das suas armas ou efectuaram qualquer disparo”.