euroace
Linhas de Elvas
Elióptica Boas Festas
A Loja da Paula - 25 Anos
Nutriprado
CCDRA
Liberdade Branco
Liberdade Branco
Assine Já
Sanielvas 358x90 - Nov17

Política

JP organiza primeiro Conselho Distrital em Portalegre

Eleita há pouco mais de um mês, a distrital de Portalegre da Juventude Popular (JP) juntou as suas várias concelhias do Alto Alentejo na primeira reunião magna de militantes do mandato, no dia 29 de Setembro.

01 Outubro 2018

Eleita há pouco mais de um mês, a distrital de Portalegre da Juventude Popular (JP) juntou as suas várias concelhias do Alto Alentejo na primeira reunião magna de militantes do mandato, no dia 29 de Setembro. Com lugar em Portalegre, o primeiro Conselho Distrital da JP reuniu os membros da direcção distrital e os delegados eleitos pelas estruturas locais numa tarde de trabalhos no auditório da Escola Secundária Mouzinho da Silveira.

O líder interino da concelhia de Portalegre, Francisco Quarenta, abriu a sessão, relembrando o “esforço que foi feito durante os últimos meses pelos militantes da JP no distrito para tornar possível a criação da primeira estrutura distrital da ‘jota’ do CDS-PP” desde 1981. Seguiu-se-lhe o presidente da concelhia de Portalegre do CDS, Nuno Moniz, que aproveitou a oportunidade para salientar a importância da proximidade entre as novas gerações e o partido, numa mensagem especialmente direccionada para a estrutura local dos jovens centristas.

Liderados pelo Tiago Picão de Abreu, presidente da Mesa do Conselho Distrital, os trabalhos foram iniciados com as intervenções da Comissão Política Distrital, por parte do seu presidente, Francisco Garcia, e do secretário-Geral, António Alves e Almeida, que apresentaram o plano de actividades para o primeiro ano de mandato.

Foi ainda votado o local onde a distrital da JP realizará a sua cerimónia de tomada de posse, que terá lugar marcado durante o mês de Dezembro com Alter do Chão a ser a concelhia escolhida para acolher o evento simbólico.

A sessão de trabalhos culminou numa alargada discussão sobre os temas que deverão marcar a agenda da JP no distrito de Portalegre ao longo dos próximos meses, com a aproximação de um ano marcado por dois embates eleitorais: as eleições legislativas e as eleições europeias.

O encerramento ficou a cargo de Francisco Garcia, líder da recém-eleita distrital da JP, de Tiago Abreu, presidente da distrital de Portalegre do CDS-PP, e Francisco Kreye, Secretário-Geral da JP nacional. Francisco Garcia, numa intervenção em jeito de conclusão para o primeiro Conselho Distrital, frisou "a saudável participação" dos delegados nos trabalhos desenvolvidos ao longo da tarde, que contribuíram para uma construtiva discussão sobre o futuro da recém-criada estrutura distrital da JP em Portalegre. Centrando-se nos meses que se vão seguir, o presidente da distrital afirmou-se “confiante para a aventura” que a JP vai “traçar no distrito de Portalegre”. “Local improvável para o crescimento da JP”, demonstrou-se que não há inexorabilidades nem fatalismos na vida política.

Aludindo ao facto de que Portalegre é a única estrutura distrital eleita da JP no interior português, Francisco Garcia deixou a sua ambição em fazer do Alto Alentejo o motor para a expansão da JP para todos os restantes distritos que constituem a faixa raiana do país, de Beja a Bragança.

Tiago Abreu, que lidera a estrutura distrital do CDS-PP desde o início de 2017, aproveitou a ocasião para congratular a equipa que conquistou este feito histórico, e sublinhou o espírito de união que se vive entre as várias estruturas eleitas na “jota” do CDS neste momento actual.

O actual Secretário-Geral da JP, Francisco Kreye, na sua estreia em eventos da JP no Alto Alentejo, fez questão de elogiar a equipa que lidera os destinos dos jovens centristas no distrito de Portalegre pelo trabalho desenvolvido em torno do crescimento da marca JP.

Francisco Kreye, que já liderou a maior estrutura distrital da JP do país – a distrital de Lisboa -, falou da sua própria experiência enquanto presidente, salientando a importância da criação de uma dinâmica que junte todas as concelhias sob o mesmo objectivo de sustentar o crescimento da JP na região. “Cada concelhia deve olhar para os problemas dos seus vizinhos enquanto seus próprios problemas”, rejeitando o isolacionismo crónico que muitas vezes assola as estruturas locais das organizações partidárias, sublinhou o secretário-Geral da JP.

O Conselho Nacional da JP no distrito de Portalegre voltará a reunir durante o primeiro semestre de 2019. Antes do final do ano, em Dezembro, a Comissão Política Distrital vai tomar posse numa cerimónia oficial em Alter do Chão, uma das mais recentes estruturas eleitas da JP no Alto Alentejo.