Linhas de Elvas
Elióptica Regresso às Aulas
Nutriprado
Liberdade Branco
Bricoelvas
Bricoelvas
Sanielvas 358x90 - Nov17
Assine Já
Liberdade Branco

Portalegre

PSD diz que Congresso Melhor Alentejo foi "uma mão cheia de nada"

"Uma mão cheia de nada e outra de coisa nenhuma", refere a Comissão Política Distrital de Portalegre do PSD em relação ao 2º Congresso Melhor Alentejo.

24 Setembro 2018

"Uma mão cheia de nada e outra de coisa nenhuma", assim se refere a Comissão Política Distrital de Portalegre do PSD em relação ao 2º Congresso Melhor Alentejo, que decorreu na passada quarta-feira, 19 de Setembro, na cidade capital de distrito.

A Comissão Política Distrital de Portalegre do Partido Social Democrata começa por "saudar" a realização do 2º Congresso Melhor Alentejo, tendo em conta, em especial, o facto de tal ter decorrido, e com grande participação, na cidade de Portalegre.

Do programa constavam temas de grande relevância e de decisiva importância para o presente e futuro da nossa região, nomeadamente a gestão de recursos hídricos, infra-estruturas e desenvolvimento regional, agricultura no futuro do Alentejo, demografia e desertificação humana, cooperação transfronteiriça, energia e turismo.

Dos três ministros apresentados no cartaz, o único alentejano - Capoulas Santos (agricultura) - acabou por cancelar a sua participação e estiveram presentes os ministros João Pedro Matos Fernandes (ambiente) e Pedro Marques (planeamento e infra-estruturas).

"Para a esmagadora maioria dos portalegrenses - e falamos aqui em termos distritais - as expectativas saíram, infelizmente, muitíssimo frustradas", sublinham os sociais-democratas.

Da intervenção do ministro Matos Fernandes fica a ideia de que a Barragem do Pisão "não tem racionalidade económica, se considerada em termos de abastecimento de águas às populações", o que, de acordo com os laranjas do distrito, "não pode apenas e só ser considerado para utilização da água para consumo humano mas sim para fins múltiplos".

No uso da palavra, o ministro Pedro Marques "não disse uma palavra" em relação ao Pisão, ao contrário das suas repetidas intervenções públicas à época em que foi candidato a deputado pelo círculo eleitoral de Portalegre e quando defendia “com unhas e dentes” a construção da represa como obra vital e estruturante para o Alto Alentejo. Para a comissão distrital do PSD esta foi, sem dúvida, "uma nova oportunidade perdida". 

A Comissão Política Distrital de Portalegre do Partido Social Democrata corroborou das palavras do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que no encerramento do Congresso Melhor Alentejo, apelou à unidade de todos os alentejanos em detrimento de egocentrismos e de divisões estéreis, que enfraquecem o desenvolvimento e comprometem a afirmação da região como um todo.