Linhas de Elvas
Nutriprado
Elióptica Regresso às Aulas
Linhas Rádio
Bricoelvas
Sanielvas 358x90 - Nov17
Américo Nunes
Linhas Rádio
Sanielvas 358x90 - Nov17
Bricoelvas
Assine Já

Alandroal

“Academia do Sucesso” promove integração social e combate insucesso escolar

O Município do Alandroal vai criar, já no próximo ano lectivo, uma resposta integrada de combate ao insucesso escolar e promoção da integração social.

31 Agosto 2018

O Município do Alandroal vai criar, já no próximo ano lectivo, uma resposta integrada de combate ao insucesso escolar e promoção da integração social para chegar a todos os cerca de 400 alunos do Agrupamento de Escolas, do ensino pré-escolar ao 3º Ciclo, mas também aos estudantes do ensino secundário residentes no concelho.
São 475 mil euros de investimento, com o apoio de fundos comunitários, para que, ao longo de três anos, as crianças possam beneficiar de formação extracurricular em Cultura Local, Educação para a Cidadania, Programação e Robótica, Música, Cante Alentejano, Desporto, Arqueologia ou Nutrição.
Os alunos do pré-escolar passarão a ter ao seu dispor um conjunto de ferramentas e acesso a conteúdos educativos multimédia variados, motivando as crianças para uma prática educativa diversificada, integradora e socializadora (com histórias interactivas, jogos, músicas e outras actividades), assim como momentos de actividade física.
Inseridas em espaços intercalados com a componente lectiva, os alunos do 1º Ciclo vão passar a poder utilizar equipamentos e ferramentas na área das tecnologias de informação e comunicação, nas seguintes áreas e funcionalidades: Educação para a Cidadania, Cultura Local, para as quais serão criados conteúdos digitais específicos, Programação e Robótica. Fora do período lectivo e da sala de aula poderão ainda ter acesso a aulas de Música e Instrumentos Tradicionais, Cante Alentejano, Desporto e Arqueologia, o mesmo acontecendo com os alunos do 2º e 3º Ciclos.
Do projecto, desenvolvido em articulação com o Agrupamento de Escolas, faz igualmente parte a criação de uma sala de aprendizagem diferenciada, completamente equipada com ferramentas na área das tecnologias de informação e comunicação, que funcionará na escola sede.
Para a concretização do projecto está prevista a aquisição de três conjuntos com 15 tablets cada um, que darão apoio às várias actividades na sede do Agrupamento e nos Centros Educativos de Terena e Santiago Maior.
Para João Grilo, presidente da Autarquia, “esta é a melhor forma de preparar as crianças do concelho para os desafios do mundo de hoje e, ao mesmo tempo, valorizar as heranças culturais de base local”.
“É fundamental que todos os alunos tenham um contacto contínuo com os nossos principais factores de identidade local, como seja, por exemplo, o endovélico, o imaginário romano e a arqueologia como um todo, a gastronomia local de base mediterrânica, o imaginário do Guadiana e o peixe do rio, os castelos e outros monumentos e as figuras históricas do concelho, o cante e as expressões musicais mais tradicionais. Tudo para aprender dentro e fora da escola de uma forma interactiva, descomplicada e divertida”, disse.