alimentos de extremadura
Linhas de Elvas
Elióptica 2020 - Proteja os olhos
Camelo Maio 2020
Elióptica 2020 - Loja Online
Bricoelvas
El Faro - Campanha de Verão
Jocriauto 012020
Nabeirauto - Crossland X
Sanielvas 358x90 - Nov17
Nabeirauto - Crossland X
Jocriauto 012020

PCP quer "urgência" do Governo para adjudicar Hospital Central do Alentejo

O PCP defendeu “a urgência de o Governo dar efetivos passos” para a adjudicação do novo Hospital Central do Alentejo, em Évora, e das obras da 2.ª fase do hospital de Beja.

01 Maio 2020

O PCP defendeu “a urgência de o Governo dar efetivos passos” para a adjudicação do novo Hospital Central do Alentejo, em Évora, e das obras da 2.ª fase do hospital de Beja.
A Direção Regional do Alentejo do PCP, em comunicado enviado à agência Lusa, alertou para a “urgência” de serem dados “efetivos passos” por parte do Governo no sentido de adjudicar a empreitada de construção do Hospital Central do Alentejo.
O projeto envolve um investimento de 180 milhões de euros e o concurso público da respetiva empreitada foi vencido pelo grupo espanhol Aciona, revelou à Lusa, na quarta-feira, o presidente da Administração Regional de Saúde do Alentejo, José Robalo.
"O concurso está fechado. Vamos fazer a adjudicação o mais rápido possível para, depois, enviar o processo para o Tribunal de Contas", acrescentou José Robalo.
No mesmo dia, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo anunciou que a Comissão Diretiva do programa Alentejo 2020 tinha tomado "a primeira deliberação" sobre a aprovação da candidatura a fundos comunitários da "construção do Hospital Central do Alentejo - Consultas Externas, no montante de 40 milhões de euros".
No comunicado divulgado hoje, em matéria de saúde, a DRA do PCP aludiu ainda ao Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja, integrado na Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA).
Segundo os comunistas, é necessário que o Governo avance com a “construção da 2.ª fase do hospital de Beja” e que aposte ainda “no reforço e alargamento da rede dos cuidados primários de saúde”.
O PCP reclama também a concretização de infraestruturas como a Barragem do Pisão, no concelho de Crato, distrito de Portalegre, e de vias de comunicação rodoferroviárias.
“Sublinhamos ainda a necessidade do reforço da rede de lares públicos para a 3.ª idade e a rede pública de creches”, assim como “o acesso a apoios ao rendimento aos micro e pequenos empresários e agricultores e aos pescadores”, entre outras medidas, pode ler-se no comunicado.