Linhas de Elvas
Elióptica Julho 2019
Nutriprado
Legislativas Especial Semana à Sexta
Sanielvas 358x90 - Nov17
Assine Já

CDS-PP coloca a saúde como prioridade para o futuro do Alto Alentejo

A Comissão Política Distrital de Portalegre do CDS-PP reuniu, dia 22 de Julho, com a presidência do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA),, após solicitado esclarecimento acerca do “grito de alerta” do Bastonário da Ordem dos Médicos na comissão de saúde do parlamento sobre a situação actual do Hospital de Portalegre.

23 Julho 2019

A Comissão Política Distrital de Portalegre do CDS-PP reuniu, dia 22 de Julho, com a presidência do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), após solicitado esclarecimento acerca do “grito de alerta” do Bastonário da Ordem dos Médicos na comissão de saúde do parlamento sobre a situação actual do Hospital de Portalegre.

Em reunião com o Presidente da ULSNA, João Moura Reis, estiveram em cima da mesa as várias questões e desafios com que os hospitais de Portalegre e de Elvas, e os centros de saúde do distrito se deparam: "desde o défice generalizado nos recursos humanos, da ineficiência dos incentivos existentes para a fixação de quadros médicos em zonas carenciadas, à formação de médicos internos e aos problemas decorrentes da nova lei das 35 horas de trabalho na função pública – cujos efeitos na gestão de recursos humanos e no agravamento orçamental são nítidos no caso específico da ULSNA, e que o partido desde logo denunciou as suas consequências".

Segundo o vice-presidente da distrital do CDS, António José Moraes Baptista, “ficou mais uma vez demonstrado que a redução do horário normal de trabalho em funções públicas para as 35 horas foi claramente nefasta para a qualidade dos serviços a prestar e, no caso concreto da saúde, é uma das áreas onde mais se nota, além de ter significado um aumento de despesa de cerca de meio milhão de euros” para a gestão da ULSNA. Para o dirigente distrital, “também ficou claramente comprovado que o verdadeiro ministro da saúde é o ministro das finanças, que ainda não autorizou a abertura de cerca de metade dos concursos para ingressos de enfermeiros e assistentes operacionais solicitados pela ULSNA.”

“É muito lamentável que a saúde continue a ser o parente pobre deste Governo e o distrito de Portalegre a região mais esquecida”, atira o Vice-Presidente da estrutura.
O combate às assimetrias registadas no acesso e qualidade dos cuidados de saúde no norte alentejano é uma das prioridades do CDS para as próximas eleições legislativas. A lista apresentada pelo partido será encabeçada pelo Professor José Rato Nunes, diretor da Escola Superior Agrária de Elvas.