euroace
Linhas de Elvas
Alimentos de Extremadura
Elióptica Novembro
Nutriprado
Liberdade Branco
Bricoelvas
Liberdade Branco
Assine Já
Sanielvas 358x90 - Nov17
Bricoelvas

Tribunais "divorciam-se" do papel e vão "casar-se" com o digital

20 milhões de euros são gastos anualmente nos tribunais portugueses em papel

14 Maio 2018

Os tribunais vão passar a confiar mais no digital, generalizando a tramitação electrónica dos processos nos tribunais de primeira instância.

A mudança do papel para o digital na justiça, que chegou com a aprovação da nova portaria pelo actual Governo, será a dois tempos, primeiro os tribunais de primeira instância através da introdução do sistema informático SITAF, em Junho, e só depois nos tribunais superiores, em Setembro.

Esta mudança deverá ajudar a diminuir os actuais 20 milhões de euros gastos anualmente nos tribunais portugueses com a impressão e tramitação de processos judiciais em suporte físico, dinheiro que daria para pagar cerca de 500 mil horas de trabalho aos funcionários judiciais.

Deste número, avançado pelo Jornal de Notícias (JN), a maior fatia das despesas corresponde aos custos com envios postais, que se traduzem em cerca de 18 milhões de euros gastos em correios.

Segundo o Ministério da Justiça, o valor poupado com a mudança para o digital libertará cerca de 200 funcionários por ano para "matérias mais relevantes"