Linhas de Elvas
Nutriprado
Elióptica Abril 2018
Sanielvas 358x90 - Nov17
Linhas Rádio
Linhas Rádio
Assine Já
Sanielvas 358x90 - Nov17

Deveria haver enfermeiros na tripulação dos voos comerciais?

Ordem quer enfermeiros como tripulantes nos voos comerciais. O projecto já enviado ao Parlamento Europeu, espera agora a emissão de uma recomendação às companhias aéreas.

19 Dezembro 2017

O comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas, receberá na quarta-feira a bastonária dos Enfermeiros, que apresentará em Bruxelas este projecto, designado como "Care4flight".

A ideia terá partido de um enfermeiro, também licenciado em gestão aeronáutica, que criou o projecto, juntamente com a Ordem, evidenciando a necessidade de integrar um enfermeiro como tripulante de cabine.

A Ordem dos Enfermeiros avança ainda a proposta de criação de uma formação em enfermagem de voo, que ficaria averbada na cédula profissional, acrescendo as competências dos profissionais de saúde por se tratar de um profissional preparado a actuar num ambiente que lhes é geralmente estranho.

O projecto chega numa altura em que outros estudos internacionais apontam para um aumento do número de emergências médicas a bordo de aviões comerciais, fruto do aumento da utilização de transportes aéreos e do aumento da esperança de vida.

Ana Rita Cavaco, bastonária da Ordem dos Enfermeiros, sublinhou à agência Lusa que este trabalho permitiu verificar a "viabilidade económica" para as companhias aéreas, acrescentando que "a existência de enfermeiros a bordo dos aviões tem o efeito de evitar mortes que são desnecessárias e acaba por descer os custos que as companhias aéreas têm (…) muitas vezes” com aterragens de emergência.

Fonte:JN