Linhas de Elvas
Elióptica - Cuidamos da sua visão
Nutriprado
Linhas Rádio
Sanielvas 358x90 - Nov17
Linhas PDF
Sanielvas 358x90 - Nov17
Linhas Rádio

Bombeiros com reembolso de refeições suspenso

Ministério da Administração Interna decide suspender o reembolso aos operacionais com base nos resultados do inquérito conduzido pela Protecção Civil às refeições servidas.

05 Dezembro 2017

Segundo o Jornal DN, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC ), através do seu departamento de auditoria e fiscalização terá detectado indícios de irregularidades nas despesas de alimentação apresentadas pelos bombeiros que lutaram contra os incêndios de Agosto. 

O DN avança ainda que as irregularidades foram "em grande número", referindo ainda que, entre outras coisas, "há discrepâncias entre o que foi reportado pelos bombeiros sobre as refeições e os documentos comprovativos das mesmas".

O levantamento do processo de inquérito surgiu, tendo "por base várias denúncias, segundo as quais as refeições são inapropriadas, face ao desgaste a que os operacionais são sujeitos neste tipo de missão", segundo o Ministério da Administração Interna que abriu o processo.

Processo esse que agora levou à suspensão do pagamento dos reembolsos nas situações em que se verificam os tais indícios de irregularidades detectados pela ANPC, a suspensão será, à partida de 20 dias. 

Haverá agora tempo para o Ministério da Administração Interna ouvir as entidades dos corpos dos bombeiros, no sentido de esclarecer os contornos da apresentação dos processos de reembolso de despesa.

Jaime Marta Soares, que lidera a Liga Nacional de Bombeiros, na altura da abertura do processo de inquérito pelo Ministério da Administração Interna, ainda em Agosto, contestou a isenção da ANPC, já que se tratava da entidade responsável pelo financiamento das refeições fornecidas aos bombeiros durante o combate aos fogos.