Linhas de Elvas
Nutriprado
Elióptica Julho 2019
Legislativas Especial Semana à Sexta
Sanielvas 358x90 - Nov17
Assine Já

GNR - Operação “Hermes" - “Viajar em Segurança”

Mais de 1 849 detidos por conduzir com álcool

Durante o período em que decorreu esta operação, a GNR levou a cabo várias acções específicas para a prevenção da sinistralidade.

02 Setembro 2019

No período de 28 de Junho até dia 1 de Setembro, a Guarda Nacional Republicana (GNR) intensificou as acções de patrulhamento, fiscalização e apoio aos utentes das vias rodoviárias, com o objectivo de garantir a sua segurança durante os deslocamentos, de, e para os locais de veraneio e eventos de diversa natureza, próprios desta altura do ano.
Durante a operação, a GNR privilegiou uma actuação preventiva nos principais eixos rodoviários, orientando o esforço para as vias mais críticas da sua zona de acção, estando especialmente atenta aos comportamentos de risco potenciadores da ocorrência de acidentes, com o objectivo de combater a sinistralidade rodoviária, garantir a fluidez do tráfego e apoiar todos os utentes das vias, proporcionando-lhes uma deslocação em segurança.
Durante o período em que decorreu esta operação, a GNR levou a cabo várias acções específicas para a prevenção da sinistralidade, designadamente: “Operação Moto” (visou a fiscalização de motociclos e ciclomotores); “Operação Viajar Sem Pressa” (visou o controlo da velocidade); “Operação Passageiros em Segurança” (visou fiscalização de veículos pesados de passageiros e veículos afectos ao transporte colectivo de crianças) e “Operação Taxa Zero” (visou a fiscalização da condução sob o efeito de álcool). A GNR, para além de ter realização acções conjuntas nas fronteiras terrestres, ainda projectou militares para acções no Reino de Espanha e em França, em cooperação internacional com a Guardia Civil e da Gendarmerie francesa, para apoiar os nossos emigrantes que se deslocaram de e para Portugal.
Assim, durante o período da operação foram fiscalizados mais de 266 mil condutores, tendo sido registados 5 067 excessos de álcool, dos quais 1 849 foram detidos por conduzirem com uma taxa crime igual ou superior a 1,2 gramas por litro (g/l), aos quais se acrescentam 864 detidos por falta de habilitação legal para conduzir.

Ainda no decorrer da operação foram detectadas cerca de 103 mil contra-ordenações rodoviárias, das quais se destacam:

§ 31 913 por excesso de velocidade;

§ 4 867 por falta de inspecção periódica obrigatória;

§ 4 387 por anomalias nos sistemas de iluminação e/ou sinalização;

§ 3 434 por falta ou incorrecta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;

§ 2 980 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;

§ 2 323 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório;

§ 240 por falta ou incorrecta utilização do capacete.