Linhas de Elvas
Neurofit
Elióptica Abril 2019
Nutriprado
Talho Escarduça
Linhas Rádio 2019
Liberdade Branco
Liberdade Branco
Assine Já

112 pré-avisos de greve entregues só este ano

Há mais contestação social que nos anos da troika

15 Fevereiro 2019 | Fonte: Público

Só desde o início deste ano foram já entregues 112 pré-avisos de greve na Função Pública. Desde 2017 que se tem verificado um aumento da contestação social. Em 2018 registaram-se 260 pré-avisos, o triplo dos números no último ano em que a Troika esteve em Portugal.

Esta informação é avançada pelo Público esta sexta-feira, 15 de Fevereiro, com dados do Ministério das Finanças. Os pré-avisos de greve dos professores estão no topo da lista, seguido do pessoal de serviço de segurança e justiça. Os enfermeiros apresentaram seis pré-avisos. A luta dos enfermeiros tem sido a mais mediática e controversa devido ao uso do crowdfunding (financiamento colectivo). Esta semana os professores ameaçaram boicotar o lançamento das notas do 3º período do 12º ano.

Em 2011 o país registou um total de 77 pré-avisos (7 nacionais, 70 sectoriais). No ano seguinte houve 64 (11 nacionais). Em 2013 contaram-se 106 pré-avisos (23 a nível nacional). 2014 houve 67 (uma a nível nacional e a última desde então); 2015 registaram-se 87 sectoriais, duas delas foram desconvocadas. Em 2016 houve 79 pré-avisos (8 desconvocados).

Em 2017 contaram-se 151 pré-avisos de greve (18 desconvocadas); no ano passado houve 260 (12 desconvocadas) e este ano 112, (ainda só uma desconvocada).

O primeiro-ministro António Costa admitiu não compreender como pode haver mais greves que no anterior governo, até porque o governo actual é apoiado por todos os partidos de esquerda.

No início deste mês António Costa assumiu à SIC que os funcionários podem ver os salários aumentados no ano de 2020, caso o país mantenha a trajectória de crescimento e consolidação das finanças públicas. A UGT referiu que essa ideia nunca foi transmitida nas reuniões que o Governo teve com os sindicatos.