euroace
Linhas de Elvas
CCDRA
Elióptica Boas Festas
A Loja da Paula - 25 Anos
Nutriprado
Liberdade Branco
Liberdade Branco
Assine Já
Sanielvas 358x90 - Nov17

Desacordo entre Governo e professores marca arranque do ano lectivo

O arranque do ano lectivo em Portugal fica marcado pelas tensões entre o Governo e os sindicatos dos professores, que não conseguiram chegar a acordo sobre as carreiras congeladas.

17 Setembro 2018

O arranque do ano lectivo em Portugal fica marcado pelas tensões entre o Governo e os sindicatos dos professores, que não conseguiram chegar a acordo sobre as carreiras congeladas.
Enquanto o executivo apela à tranquilidade, os sindicatos planeiam várias acções para as próximas semanas, que culminarão com quatro dias de greve e uma grande manifestação a nível nacional, no dia 5 de Outubro.
Os desacordos já marcaram o ano lectivo anterior e as negociações dos últimos meses, com uma reunião final a 7 de Setembro, não conseguiram pôr fim à divisão.
Segundo dados da Direcção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência, Portugal contava, em 2017, com cerca de 145.500 professores no pré-escolar, no ensino básico e no secundário, 125 mil dos quais em estabelecimentos de ensino públicos.
Um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), publicado na passada semana, revelou que os professores portugueses ganham, em média, mais do que outros trabalhadores com formação superior, um indicador no qual Portugal só é superado pelo Luxemburgo.