acerca el otoño
Linhas de Elvas
Nutriprado
Elióptica - Cuidamos da sua visão
Sanielvas 358x90
Sanielvas 358x90

APARSIN reúne especialistas em congresso sobre Parkinson

São esperados centenas de especialistas, portugueses e espanhóis, no dia 12 de Outubro, em Elvas, na 1ª edição do Congresso Ibérico de Doenças Neurológicas.

27 Setembro 2017

Conferências, workshops e apresentação de trabalhos científicos, sob a forma de pósteres, fazem parte desta iniciativa que pretende fortalecer uma rede de cooperação, inovação e desenvolvimento de projectos orientados para profissionais de saúde e para a comunidade.

O 1º Congresso Ibérico de Doenças Neurológicas é uma iniciativa da Associação Portuguesa de Apoio e Reabilitação Sénior de Intervenção Neurológica (APARSIN) em parceria com a Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Portalegre e a Universidade da Extremadura.

Neste primeiro congresso a doença de Parkinson assume maior preponderância, sob “Um Olhar Tridimensional”, subtítulo dado à iniciativa, que aborda as vertentes da investigação, médica e terapêutica. “Existem vários tipos de visão, estudos e investigação sobre esta doença que nos permitem perceber a constante evolução das componentes médicas e terapêuticas”, refere Raquel Guerra, presidente da APARSIN.

A presidente da associação adiantou ainda que "a doença de Parkinson afecta milhares de pessoas a nível mundial e, apesar, das patologias serem as mesmas em qualquer parte do globo sabemos que as realidades são diferentes nalguns países”, frisou a responsável, justificando “o importante contributo” da parceria entre a APARSIN com as duas instituições de ensino superior, uma delas espanhola.

O congresso, com duração de um dia e que pretende alargar a dois em futuras edições, compreende a fisioterapia na doença do Parkinson, a intervenção dos cuidadores, a psicologia e a terapia da fala.

As terapias complementares são também abordadas no evento, estando assegurada a presença de um musico-terapeuta da Estremadura espanhola, que vai demonstrar “como a música influencia o cérebro e as repercussões positivas que tem no tratamento e na funcionalidade dos doentes neurológicos”.

“Queremos proporcionar a troca de experiências e aprendizagens”, salienta a comissão organizadora de que fazem parte Gabriela Zuna, Marta Abreu e Raquel Guerra. “Este é o principal objectivo” do 1º Congresso Ibérico de Doenças Neurológicas, o qual pretende não se limitar apenas aos debates convencionais.

O evento destina-se não só aos profissionais da área, mas também aos doentes, aos cuidadores e a quem tenha interesse em saber mais sobre o Parkinson. “Esta doença é uma carta fechada, não sabemos nunca o que é o futuro nos reserva e há sempre quem queira ficar a par da actualidade deste tema”, salientou a organização.

A região acolhe, pela primeira vez, uma iniciativa que incide exclusivamente na doença de Parkinson. “É de louvar a realização deste congresso em Elvas”.

O território, onde decorre o 1º Congresso Ibérico de Doenças Neurológicas, possui uma população envelhecida, sendo a idade avançada um dos factores de risco para o desenvolvimento desta doença, portanto, de acordo com a comissão organizadora, “estamos a falar de uma prevalência que é bastante elevada nesta zona em relação a outras regiões do país”.

As inscrições para o congresso podem ser efectuadas através do link (http://cidn2017.aparsin.pt), no qual o participante pode escolher dois de cinco workshops, sendo o quinto incluído no preço. O site permite, além da inscrição, fazer o pagamento no congresso.

Os preços oscilam entre os 10 e os 35 euros se a inscrição for submetida até 30 de Setembro. Para associados e estudantes a entrada no evento é de 10 euros.

A inscrição no congresso inclui a participação no workshop 5: “Dançar com Parkinson”, um projecto da Associação Portuguesa de Doentes de Parkinson e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

A organização do 1º Congresso Ibérico de Doenças Neurológicas integra um espaço para apresentação de posteres, nomeadamente de cariz científico, permitindo a divulgação de projectos e iniciativas de natureza técnico-científica na área deste evento, relacionados com as temáticas em análise e discussão: Abordagem Multidisciplinar da Doença de Parkinson. As regras e o formulário de candidatura encontram-se na página oficial do evento. O melhor poster terá um prémio monetário.

O evento terá ainda uma zona dedicada a expositores onde vão estar, entre outras, empresas do sector e ligadas à saúde e geriatria, estando confirmada a “Ajudas de Vidas”, de Elvas.

O 1º Congresso Ibérico de Doenças Neurológicas conta com a parceria da Câmara Municipal de Elvas, a Associação de Doentes de Parkinson, o Campus Neurológico Sénior, a Neuroclínica Berenguer, a Retiros Misticos, a Artipel e a Labirinto Consulting.