Coronavírus Covid-19
Linhas de Elvas
Elióptica 2020 - Proteja os olhos
Elióptica 2020 - Loja Online
Bricoelvas
Camelo Maio 2020
CME Redes Sociais
El Faro - Campanha de Verão
Nabeirauto - Opel Mokka
Jocriauto 012020
Jocriauto 012020
Sanielvas 358x90 - Nov17
Nabeirauto - Opel Mokka

EDP Distribuição promoveu conferência sobre gestão da vegetação (C/VÍDEO)

A EDP Distribuição promoveu, no dia 4 de Junho, a segunda edição da Conferência sobre a Gestão da Vegetação, a qual, segundo a empresa, terá contribuído para a discussão de medidas concretas, capazes de garantir a segurança das infraestruturas, das populações e dos espaços florestais.

09 Junho 2020

A EDP Distribuição promoveu, no dia 4 de Junho, a segunda edição da Conferência sobre a Gestão da Vegetação, a qual, segundo a empresa, terá contribuído para a discussão de medidas concretas, capazes de garantir a segurança das infraestruturas, das populações e dos espaços florestais.

A sessão contou com o contributo das investigadoras Leónia Nunes e Inês Duarte que apresentaram um estudo sobre a “relação entre estruturas lineares, paisagem e áreas ardidas” e a professora Margarida Tomé teve a oportunidade de evidenciar a “utilização de modelos de produtividade e de crescimento para optimizar a periodicidade das inspecções da distância das árvores às redes de distribuição”.

Para debater estes temas juntaram-se num painel José Miguel Cardoso Pereira, Margarida Tomé, João Pinho do ICNF e Joaquim Sande Silva da ESAC e membro do OTI.

Desta reflexão concluiu-se que uma DFCI mais eficiente passa pela incorporação dos avanços técnicos baseados em análises científicas no planeamento da infraestruturação territorial e na tomada de decisão, permitindo um alinhamento nacional de boas práticas, ajustado às necessidades e realidades de cada região. Estes avanços permitem uma maior optimização de actividades de inspecção, assim como a definição adequada de ciclos de renovação de faixas de gestão de combustível.

A EDP Distribuição considera que esta Conferência contribuiu construtivamente para a futura revisão da legislação que versa a DFCI, que permitirá um retorno eficiente do futuro investimento na gestão de combustível, mantendo-se focada na correta coexistência das linhas eléctricas e da floresta.