Linhas de Elvas
Elióptica Junho 2018
Nutriprado
Remax - Já abriu
Sanielvas 358x90 - Nov17
Linhas Rádio
Assine Já
Américo Nunes
Sanielvas 358x90 - Nov17
Linhas Rádio

Baja TT Capital dos Vinhos de Portugal

António Maio e Arnaldo Martins vencem em Reguengos

Os campeões nacionais António Maio e Arnaldo Martins triunfaram na 30ª edição da Baja TT Capital dos Vinhos de Portugal .

27 Maio 2018

Os campeões nacionais António Maio, em Yamaha, nas Motas, e Arnaldo Martins, em Suzuki, nos Quad, triunfaram na 30ª edição da Baja TT Capital dos Vinhos de Portugal depois de terem sido os mais rápidos na etapa inaugural.
Na competição moto, António Maio, em Yamaha, terminou este segundo dia da prova alentejana com uma vantagem de 3m25s para o segundo classificado. Bruno Borrego, piloto da KTM, foi, para além de segundo à geral, o vencedor da Classe TT3. Martim Ventura fez uma boa corrida e, na despedida da 125, ocupou o derradeiro lugar no pódio absoluto e venceu tanto a Classe TT1 como a Júnior.
Mário Patrão, em KTM, gastou mais 7m13s que António Maio e ocupou o segundo lugar da Classe TT3. Bernardo Megre, companheiro de equipa de Maio, foi 5º da classificação geral e o 2º entre os TT1 e os Juniores. Com a portuguesa AJP, o piloto de Campo Maior Domingos Santos fechou o pódio das TT3. Entre os veteranos a vitória foi conquistada por Armindo Neves (Honda), enquanto Rui Cebola (KTM) venceu a Classe Promoção e foi 2º à geral na Classe TT2.
Na competição destinada aos Quad, Arnaldo Martins, em Suzuki LTR, conquistou mais uma vitória, a terceira em quatro corridas disputadas, tendo completado os 223 quilómetros cronometrados desta prova alentejana com uma vantagem de 2m48s para Filipe Silva em moto idêntica. Joni Fonseca, em Yamaha, foi o 3º classificado a 5m26s do vencedor.

Marco Silva melhor em SSV

Marco Silva, navegado pelo seu pai João Silva, aos comandos de um Can-Am, inscrito pela Benimoto Racing Team, sagrou-se vencedor da 30ª edição da Baja TT Capital dos Vinhos de Portugal na disciplina dos SSV.
Foi o regresso de Marco Silva às vitórias depois de ter ganho na estreia em Portalegre em 2016. Em Reguengos venceu também o Troféu Can-Am e terminou a corrida com uma vantagem de 34s sobre a dupla Vitor Santos/Válter Sá, com o par líder do campeonato João Monteiro/Manuel Pereira a subir ao derradeiro lugar do pódio, com uma desvantagem de 39s. O primeiro venceu entre os veteranos e o segundo a Classe Júnior.
Nesta quarta jornada do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, todas as posições até ao oitavo lugar foram ocupadas por pilotos que pilotaram Can-Am Maverick X3: Ivo Nogueira (que venceu a Classe Promoção), Ruben Faria, Luís Cidade, Ricardo Domingues e David Tubarão terminaram separados por pouco mais de dois minutos após cumpridos os 223 quilómetros desta Baja. João Dias, que dominou grande parte da corrida, foi forçado a parar para mudar uma correia do variador, baixando para o 13º lugar final.
Na categoria TT2, disputada por máquinas sem Turbocompressor, a vitória pertenceu, pela quarta vez este ano, a Mário Franco, que triunfou também na Classe Open da Taça Yamaha YXZ 1000. Entre os concorrentes da Classe Stock, a vitória pertenceu ao estreante Nuno Santa Bárbara, que, tal como Mário Franco, foi inscrito pela Franco Sport. No Troféu Polaris, Sérgio Bandeira foi o mais rápido entre os Turbo e Alexandre Silva venceu entre os RZR de motor atmosférico.

Tiago Reis ganha prova auto

Tiago Reis obteve o seu primeiro triunfo na disciplina de todo-o-terreno ao terminar a Baja TT Capital dos Vinhos de Portugal na primeira posição. Aos comandos do Mitusbishi Racing Lancer, que já por cinco vezes tinha saído vencedor desta competição pelas mãos de Miguel Barbosa, a dupla Tiago Reis/Valter Cardoso terminou esta que foi a terceira jornada do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno com uma vantagem de 5m52s sob o par Helder Oliveira/Pedro Pires de Lima, que tripulou o Mini Paceman da Cattiva.
Alejandro Martins, aos comandos de uma Toyota Hilux, completou o pódio desta prova alentejana, que se revelou, uma vez mais, bastante exigente, ficando a apenas 19s do segundo classificado. A escassos 14s de um lugar de pódio ficou Nuno Matos, que, aos comandos de um Opel Mokka Proto, viu o seu andamento condicionado por problemas nos travões. A dupla Paulo Rui Ferreira/Jorge Monteiro, aos comandos de uma Toyota Hilux, completou o Top 5. João Ramos, que, depois de ter perdido a liderança na etapa inaugural, estava a ser o mais rápido no derradeiro sector selectivo, foi forçado a abandonar com problemas na direcção da sua Toyota Hilux.
O segundo lugar permitiu a Helder Oliveira ascender à liderança do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno, enquanto Alejandro Martins manteve a liderança da Taça Ibérica.
Entre os T2, as posições mantiveram-se em relação à primeira etapa, com a dupla formada por Edgar Condenso e Nuno Silva a vencer a categoria, seguida por Rui Sousa e Carlos Silva. Nuno Corvo, que se fez acompanhar por António Magalhães, terminou a prova alentejana no terceiro posto.
Também o par César e Filipa Sequeira manteve a primeira posição na categoria T8 e terminou a 30ª edição da Baja TT Capital dos vinhos de Portugal à frente da dupla Bruno Oliveira/Paulo Marques. A completar o pódio da categoria ficou Hugo Raposo e Joel Lucas.
No Desafio Total Mazda, vitória para a dupla Bruno Oliveira/Paulo Marques, que deixou Bruno Rodrigues e Ricardo Claro a 9m20s. Na terceira posição ficou o par Filipe Videira e André Coimbra.
Na Taça de Portugal de TT venceu Simão Comenda, com Luís Couto, seguidos da dupla João Pedro Martins/Miguel Paião e do par Joaquim e João Calado.