acerca otoño 2
Linhas de Elvas
Nutriprado
Elióptica - Cuidamos da sua visão
Sanielvas 358x90
Linhas PDF

Taça de Honra da Associação de Futebol de Portalegre envolta em polémica

A Taça de Honra da Associação de Futebol de Portalegre está envolta numa polémica que pode levar à sua impugnação. Em causa está o facto de a prova não dispor de um regulamento próprio.

Gabriel Nunes/Carla Aguiã

22 Outubro 2017

A Taça de Honra da Associação de Futebol de Portalegre está envolta numa polémica que pode levar à sua impugnação. Em causa está o facto de a prova não dispor de um regulamento próprio.

Em declarações à Rádio Portalegre, o treinador do FC Crato, Tiago Botelho, referiu que o problema está nos critérios de desempate em caso de igualdade pontual que não estão definidos.

Segundo Tiago Botelho, o presidente da Associação de Futebol de Portalegre, Daniel Pina, informou o seu clube de que em caso de igualdade pontual, seria aplicado como critério de desempate a diferença entre golos marcados e sofridos.

Entretanto o presidente da AFP terá dito ao treinador do Montargilense que em caso de igualdade pontual o que será levado em conta é o confronto direto entre as equipas empatadas.

Contactado pela Rádio Portalegre, Daniel Pina, presidente da AFP, desvalorizou a polémica, explicando que “todas as provas são regidas pelo regulamento geral e que o critério de desempate que será aplicado é o confronto directo entre as equipas”.  

Os critérios de desempate podem ser determinantes para encontrar o finalista da Série A da Taça de Honra. Se for aplicado o confronto directo o FC Montargilense tem vantagem sobre o FC Crato, enquanto se fosse a diferença entre golos marcados e sofridos a equipa beneficiada seria o Crato.