Linhas de Elvas
Elióptica Julho 2019
Nutriprado
Liberdade Branco
Sanielvas 358x90 - Nov17
Liberdade Branco
Assine Já

Tudo como dantes, Emanuel Duarte mantém a Amarela em Abrantes

Rafael Lourenço venceu isolado sexta-feira, dia 6, a segunda etapa da 27ª Volta a Portugal do Futuro, que começou e terminou em Abrantes.

07 Setembro 2019

Rafael Lourenço venceu isolado sexta-feira, dia 6, a segunda etapa da 27ª Volta a Portugal do Futuro, que começou e terminou em Abrantes.
Foi a primeira grande conquista do ciclista de 21 anos da Oliveirense - InOutbuild, que na Volta a Portugal dos profissionais ameaçou ganhar uma etapa, mas só agora concretizou esse sonho.
“Esta vitória é o resultado de muito trabalho ao longo da época. A equipa esteve sempre ao meu lado durante o ano e agora consegui dar-lhes esse triunfo como agradecimento”, disse, sorridente, o algarvio antes de erguer os braços na cerimónia de pódio.
“Percebi que era possível chegar ao fim porque o pelotão começou a desorganizar-se e o atleta que ia comigo não me parecia estar muito forte, portanto, fui sempre até ao fim e acreditei que era possível ganhar”, explicou Rafael Lourenço, que a pouco mais de dez quilómetros da meta decidiu atacar levando na roda um corredor espanhol, Ander Castaño (Baque-Ideus), que terminou 12 segundos depois do vencedor.
Emanuel Duarte (LA Alumínios/ LA Sport), integrado no pelotão com o mesmo tempo, manteve a Camisola Amarela e parte hoje, sábado, com 44 segundos de vantagem sobre o segundo da classificação geral, Pedro Lopes (Oliveirense – InOutbuild), que chegou em Abrantes à liderança por Pontos, Camisola Branca Kia, e também é o líder da juventude, Camisola Laranja KTM.
Antes de chegar a Abrantes, a etapa foi dominada por um grupo de sete homens, que, não constituindo perigo para a classificação, uma vez que já estavam muito atrasados, tiveram “ordem de marcha” do pelotão comandado pela LA Alumínios/ LA Sport) para andarem fugidos. A fuga chegou a ter quase quatro minutos, mas foi sempre controlada à distância e os últimos sobreviventes resistiram ao pelotão até 12 quilómetros antes da meta quando o homem que iria vencer decidiu dar uma sapatada mais forte para se destacar.

Hoje é dia de etapa dupla

Este fim-de-semana o pelotão da Volta a Portugal do Futuro deixa a zona centro do País e ruma ao Alentejo. Hoje será um longo dia de competição. De manhã pedalam-se 79,9 quilómetros na terceira etapa em linha, a começar em Abrantes e a terminar em Castelo de Vide, e à tarde decorre o curto, mas exigente, contrarrelógio de 8,4 quilómetros, com subida à ermida da Sr.ª da Penha e final no centro da vila alentejana.