Linhas de Elvas
Elióptica Julho 2019
Nutriprado
Legislativas Especial Semana à Sexta
Assine Já
Sanielvas 358x90 - Nov17

Emanuel Duarte é líder na Volta a Portugal do Futuro

Emanuel Duarte venceu isolado na Sertã a primeira etapa da Volta a Portugal do Futuro esta quinta-feira, dia 5.

06 Setembro 2019

Emanuel Duarte venceu isolado na Sertã a primeira etapa da Volta a Portugal do Futuro esta quinta-feira, dia 5.
Aproveitando o bom momento de forma que ainda lhe resta de Agosto quando foi o vencedor do Prémio da Juventude na Volta a Portugal dos profissionais, o corredor da LA Alumínios/LA Sport juntou à Camisola Amarela o símbolo de líder dos Pontos, Camisola Branca Kia, e a distinção para o “Rei dos Trepadores” que nesta prova é representado pela Camisola Castanha Delta Cafés.
Era difícil a estreia do corredor natural de Portimão ser melhor sucedida. Emanuel Duarte ganhou os 115 quilómetros da etapa discutida em formato de circuito com 44 segundos de vantagem à frente de um grupo constituído pelos homens que o acompanharam na fuga que vingou pouco antes do meio da tirada.
“Foi um pequeno contrarrelógio até à meta”, começou por explicar o vencedor que conseguiu escapar na subida para a última contagem de montanha. “A parte final foi dura. Era um terreno muito chato, muito sobe e desce e sentia-se o vento. Tive de controlar muito o esforço, mas sempre a dar o máximo para ganhar tempo pensando nas três etapas que faltam”, disse.
Emanuel Duarte referia-se indirectamente ao facto de ser importante alargar a vantagem sobre os adversários, uma vez que a Volta a Portugal do Futuro não tem bonificações de tempo nas chegadas ou nas metas volantes e ao ganhar a etapa inaugural ficar mais favorito para o triunfo final na prova.
O calor e o percurso de constante sobe e desce ao longo de 115,6 quilómetros repartidos por quatro voltas fizeram as primeiras vítimas no pelotão das 15 equipas que estão a alinhar até domingo nesta prova reservada às esperanças do ciclismo de amanhã. No fim da etapa inaugural desistiram 12 elementos, sendo mais preocupante o abandono do espanhol Pablo Sanchez, da equipa Kuota - Construcciones Paulino, que caiu numa fase de descida bastante acentuada e teve de ser evacuado para Coimbra.

Vem aí a etapa mais longa

Hoje, sexta-feira, discute-se a distância mais longa. São 168,2 quilómetros que vão levar a competição até Abrantes, cidade de onde parte e onde chega o pelotão depois de uma incursão em Ponte de Sor e terras ribatejanas. Há Metas Volantes na passagem por Tramaga, Chouto e Golegã.
O vencedor de 27ª Volta a Portugal do Futuro será conhecido domingo, em Portalegre.