Linhas de Elvas
Nutriprado
Elióptica Julho 2019
Linhas Rádio 2019
Sanielvas 358x90 - Nov17
Assine Já

Campeões da Indiferença emocionam pilotos

O Circuito Cego MX, em colaboração com as Cerci’s de Portalegre e Estremoz e a Casa de Acolhimento Especializado PraCachopos, de Arronches, organizou, no dia 6 de Julho, em Fronteira, o evento de cariz social “Campeões da Indiferença”.

08 Julho 2019

O Circuito Cego MX, em colaboração com as Cerci’s de Portalegre e Estremoz e a Casa de Acolhimento Especializado PraCachopos, de Arronches, organizou, no dia 6 de Julho, em Fronteira, o evento de cariz social “Campeões da Indiferença”.
Na ocasião, vários utentes daquelas instituições realizaram o sonho de conhecer diversos pilotos, entre os quais alguns dos heróis que tinham aplaudido no ano anterior na Baja de Portalegre.
Domingos Santos, Martim Ventura, Bernardo Megre e Roberto Borrego foram alguns dos desportistas que marcaram presença neste evento solidário.Campeoes da Indiferenca
Outra grande surpresa foi a realização de um voo cativo de balão de ar quente adaptado, proporcionado pela Escola de Balonismo.
Os utentes tiveram também a oportunidade de experimentar os veículos com a ajuda dos pilotos.
Roberto Borrego, participante com mais vitórias na Baja de Portalegre, afirmou que foi “um dia cheio de emoções”. “Conseguimos colocar um menino de cadeira de rodas na minha moto 4. A alegria que ele expressava era contagiante. No fim, ele deu-me um abraço. Foi o melhor abraço e o mais forte que recebi na minha vida. Acabei por me emocionar várias vezes ao longo do dia”, confessou.Campeoes da Indiferenca
Domingos Santos, ex-campeão nacional da classe TT2, referiu que “era impossível ficar indiferente a um evento deste tipo”. “Foi um dia muito especial e emotivo para todos nós. Espero que possamos repetir”, acrescentou.
O evento encerrou com uma demonstração do Grupo de Dança da Cerci Portalegre, terminando com uma marcha em que todos os presentes foram convidados a participar.
Flávio Neto, presidente da Associação Circuito Cego MX, considerou que a iniciativa foi “um sucesso”. “Não consigo ficar insensível a todo este ambiente de felicidade. Há palavras que vou recordar para sempre. É um sentimento que nem consigo explicar. Tenho vontade de fazer ainda mais para que a vida deles seja, no mínimo, tão boa como a nossa”, concluiu.