Linhas de Elvas
Nutriprado
Elióptica Fevereiro 2019
Neurofit
Talho Escarduça
Linhas Rádio 2019
Liberdade Branco
Liberdade Branco

Exibição de Nuno Matos travada pela fiabilidade

Problemas na caixa de direcção do FIAT Fullback Proto obrigaram a dupla Nuno Matos e Pedro Marcão a abandonar a prova.

14 Abril 2019

Nuno Matos e Pedro Marcão apresentaram-se à partida para a Baja de Loulé com a motivação em alta, depois do triunfo na Baja TT do Pinhal. Um espírito que se traduziu num andamento forte desde início, terminando o dia de sábado na discussão do triunfo na ronda algarvia, ao serem terceiros da geral.
Um resultado que lhes garantia aspirações legítimas à vitória no domingo. Porém, logo nos quilómetros iniciais do sector selectivo da manhã, problemas na caixa de direcção no FIAT Fullback Proto condicionaram a prestação da equipa, que ainda realizou 15 quilómetros sem direcção assistida, mas foi forçada a dar por terminada prematuramente a presença no evento algarvio.
“Vínhamos a andar muito bem, estávamos no terceiro lugar e com um bom ritmo. As perspectivas eram boas, mas as corridas são mesmo assim. Quando percebemos que tínhamos problemas na caixa de direcção, parámos para ver o que era. Infelizmente, era impossível continuar”, explicou Nuno Matos.
Apesar do resultado, a Baja de Loulé espelhou, mais uma vez, o andamento da equipa, cada vez mais ambientada ao novo carro. “Voltámos a conseguir estar na discussão dos primeiros lugares, o que volta a comprovar o grande potencial do carro, numa prova com novidades para nós e muito exigente”, disse o piloto.
Em termos de campeonato, o resultado não foi o esperado, mas a equipa está moralizada. “Este é um ano de regresso a tempo inteiro à competição. O nível do campeonato está muito elevado e, por isso, estas primeiras provas foram muito importantes para vermos onde nos poderíamos posicionar. Apesar deste resultado, é importante percebermos que estamos entre os mais rápidos. Por isso, a motivação está em alta. Venha Reguengos”, referiu Nuno Matos.
O próximo desafio da dupla é a Baja TT Capital dos Vinhos de Portugal, a realizar entre os dias 24 e 26 de Maio. “É uma prova de que gostamos muito. Desafiante e com bonitas paisagens. Além disso, correr no Alentejo é sempre um enorme prazer, é correr em casa”, concluiu o piloto portalegrense.