Coronavírus Covid-19
Linhas de Elvas
Camelo Maio 2020
Nabeiroauto - Maio 2020
Jocriauto 012020
Sanielvas 358x90 - Nov17
Nabeiroauto - Maio 2020
Jocriauto 012020

Campo Maior

Covid-19: Lar de Degolados com três funcionários infectados acusa entidades de irresponsabilidade

No âmbito do seu plano de contingência para a Covid-19, o Centro de Dia e Lar Nossa Senhora da Graça de Degolados, no concelho de Campo Maior, está a pôr em prática uma escala de serviço com horário alternativo de 12 horas por turno, dois turnos por dia, 12 dias de serviço consecutivo, com quatro funcionárias por turno.

17 Abril 2020

A Direcção do Centro de Dia e Lar de Nossa Senhora da Graça de Degolados, no concelho de Campo Maior, confirmou, esta sexta-feira, que no seguimento de testes quinzenais que têm sido realizados a funcionários da instituição, três foram confirmados como positivos de Covid-19.

"Sublinhamos que os três funcionários em questão não estão a trabalhar há 12 dias na instituição, não tendo tido qualquer contacto com os utentes ou outros funcionários, uma vez que no âmbito do Plano de Contingência, em vigor desde o dia 6 de Março, os funcionários trabalham com uma escala de serviço rotativa, com horário alternativo de 12 horas por turno, 2 turnos por dia, 12 dias de serviço consecutivo", refere a direcção em comunicado.

A direcção da instituição encontra-se em contacto permanente com as autoridades de saúde, nomeadamente o Delegado de Saúde Regional, que requereu de imediato a realização de testes a todos os utentes e restantes funcionários do Centro de Dia e Lar da Nossa Senhora de Degolados.

No âmbito do seu plano de contingência para a Covid-19, o Centro de Dia e Lar Nossa Senhora da Graça de Degolados, no concelho de Campo Maior, está a pôr em prática uma escala de serviço com horário alternativo de 12 horas por turno, dois turnos por dia, 12 dias de serviço consecutivo, com quatro funcionárias por turno.

Desta forma, fica reduzido o movimento de entradas e saídas de funcionários e é possibilitada a permanência dos mesmos em casa 12 dias consecutivos, alternados com 12 dias de trabalho.

Estando agora a decorrer o segundo período de 12 dias de serviço continuado, a Direção do Lar contactou o delegado de Saúde Pública para o concelho de Campo Maior, Dr. José Batista Martins, no sentido de serem adoptadas medidas para que a 18 de Abril, quando a mudança de turno ocorra, “as funcionárias entrem em segurança e não coloquem em risco a saúde dos nossos utentes e restantes profissionais”.

"Na nossa opinião é inadmissível que as entidades públicas de saúde não tenham actuado preventivamente e de forma responsável, fazendo os testes a todos os utentes e funcionários do lar, como lhes competia. Desde o dia 6 de Março que a nossa instituição está a fazer a sua parte, implementando todas as medidas possíveis, alertando por diversas vezes e meios, que fossem tomadas outras medidas preventivas por parte das entidades públicas de saúde, nomeadamente a realização dos testes", refere, em comunicado, a instituição.

"Agora, é absolutamente indispensável que os testes a todos os utentes e funcionários sejam feitos, de imediato, para o que mais uma vez alertamos e exigimos por ser essa a responsabilidade das entidades de saúde", pode ler-se no documento.

Caso as necessárias diligências não sejam tomadas, a Direcção do Centro de Dia e Lar Nossa Senhora da Graça de Degolados irá avançar com a comunicação do assunto para todo o país.

Noticias Relacionadas