Coronavírus Covid-19
Linhas de Elvas
Linhas em sua casa
El Faro - Abril 2020
CCDRA 4º Trimestre 2019
Jocriauto 012020
Nabeiroauto - Abril 2020
Linhas de Elvas
Assine Já
Nabeiroauto - Abril 2020
Linhas de Elvas
Sanielvas 358x90 - Nov17
Jocriauto 012020

Como estão as redacções dos órgãos de comunicação social a reagir ao COVID-19?

Linhas de Elvas também vai limitar coberturas externas de eventos, cingindo-se ao estritamente necessário no sentido de proteger os seus profissionais e conter o surto de Covid-19

12 Março 2020

À medida que o COBVID-19 se dissemina, que medidas estão a ser tomadas para assegurar que as redacções dos órgãos de informação continuem a funcionar e os jornalistas fiquem a salvo de contágio?

A WAN-IFRA (World Association of Newspapers and News Publishers) acaba de divulgar algumas informações, citando exemplos do que vai fazendo pelo Mundo.

Assim, o “Washington Post” recomendou ao seu pessoal que trabalhe a partir de casa, sempre que tal seja possível, a partir de hoje (quinta-feira) e até final do mês de Março. Na Ásia, “The Straits Times”, o mais importante jornal de Singapura, dividiu a sua equipa redactorial em dois grupos, que vão alternando, de duas em duas semanas, entre trabalhar em casa e trabalhar na Redacção, comunicando entre si via Google Hangout.

Em Hong Kong, metade dos jornalistas do “The South China Morning Post” estão a trabalhar desde casa. Quem quer que se tenha deslocado a outras regiões da China tem de ficar de quarentena durante 14 dias e só depois regressar à redacção.

Em Itália, “Il Vostro Giornale” e o “Genova 24”, que cobrem as regiões de Savona e Genova, não tiveram necessidade de medidas adicionais, pois já funcionavam no regime de trabalho desde casa. O “Corriere della Sera” e a “Gazzetta dello Sport” ainda ontem estavam a ser impressos e a ser distribuídos normalmente pelos pontos de venda. Mas todos os seus jornalistas foram equipados com computadores portáteis , preparados pela Microsoft para reuniões remotas, caso haja necessidade de fechar as redacções por algum tempo.

O Linhas de Elvas também vai tomar medidas de protecção aos seus profissionais, limitando a cobertura em recintos exteriores a situações de imperiosa exigência noticiosa que necessitem de presença física. Todas as outras acções de cobertura noticiosa não essencial serão acompanhadas com as devidas precauções ou com recurso a vias alternativas.

Com estas medidas, procuramos proteger os nossos profissionais de contactos interpessoais desnecessários, sempre no sentido de minimizar possíveis contágios, prevenindo a propagação da pandemia que assola o país e o mundo.