Linhas de Elvas
Elióptica - Cuidamos da sua visão
Nutriprado
Linhas Rádio
Sanielvas 358x90 - Nov17
Sanielvas 358x90 - Nov17
Linhas PDF
Linhas Rádio

Autárquicas 2017/Elvas

Mandatos não sofrem alterações após recontagem de votos

Não há mudanças no elenco camarário saído das eleições autárquicas de domingo após a realização de uma recontagem de votos esta terça-feira, 3 de Outubro.

03 Outubro 2017

Não há mudanças no elenco camarário saído das eleições autárquicas de domingo após a realização de uma recontagem de votos esta terça-feira, 3 de Outubro.

A análise da votação apenas incidiu nas actas correspondentes aos votos nulos e brancos. Os votos correctos já estão lacrados e só o Tribunal Constitucional a eles poderá ter acesso.

A recontagem terá retirado cinco votos a Rondão Almeida e um a Nuno Mocinha. Segundo o método de contagem, de Hondt, para que o PS alcançasse mais um mandato necessitava mais 15 votos. No entanto, bastaria retirar 9 votos a Rondão Almeida para que fosse o movimento “Elvas Nosso Partido” a perder o terceiro mandato.

O “Linhas” sabe que apesar de a diferença ter diminuído entre as duas votações, o Partido Socialista elvense não deverá recorrer ao Tribunal Constitucional, a única instância que tem poderes para verificar os votos que já estão lacrados.

O escrutínio de domingo apurou 5.387 votos (48,93%) e quatro mandatos para o Partido Socialista, de Nuno Mocinha, contra RA-ENP “Elvas Nosso Partido”, de José Rondão Almeida, que obteve 3.240 votos (29,43%), o que se traduziu em três mandatos.

O PS elegeu quatros mandatos (Nuno Mocinha, Cláudio Carapuça, Vitória Branco e Tiago Afonso), enquanto o movimento RA-ENP obteve três mandatos (Rondão Almeida, Sérgio Ventura e Anabela Cartas), na lista à Câmara Municipal.

Noticias Relacionadas