Linhas de Elvas
Nutriprado
Intermarché
Sanielvas 358x90
Intermarché
Sanielvas 358x90

Autárquicas 2017/Monforte

Distrital do CDS reage à demissão de Mário Gonçalves, presidente da concelhia de Monforte

O presidente da Distrital do CDS/PP, Tiago Abreu, já reagiu à demissão de Mário Gonçalves do cargo de presidente da concelhia monfortense sublinhando que o partido não é "uma central de empregos".

20 Junho 2017

O presidente da Distrital do CDS/PP, Tiago Abreu, já reagiu à demissão de Mário Gonçalves do cargo de presidente da concelhia monfortense sublinhando que o partido não é "uma central de empregos".

Leia na íntegra o comunicado do partido:

"Em relação à 'desistência' da candidatura a Monforte e da demissão da concelhia do mesmo concelho por parte do Sr. Mário Gonçalves cumpre-nos informar do seguinte:

- Foi-me transmitido, enquanto Presidente Distrital, pelo Sr. Mário Gonçalves que não se apresentaria a votos em Monforte porque não conseguia fazer listas.

- Foi-me transmitido ainda que, embora se demitisse da concelhia, se manteria no partido sendo que em Elvas apoiaria o seu partido (leia-se CDS-PP).

- Nada mais do que consta do "comunicado" corresponde a qualquer conversa entre nós.

Há muito tempo que se esperava tal desfecho. As atitudes públicas do Sr. Mário Gonçalves vinham anunciando este desfecho.

Existia um acordo com o PSD para concorrer a Monforte em que o CDS indicaria o segundo à Câmara e à Assembleia Municipal. O Sr. Mário Gonçalves recusou tal acordo por achar o mesmo "humilhante", mais tarde como já disse acima, veio dizer que afinal não conseguia sequer fazer as listas!

O CDS Distrital ou mesmo o CDS de Elvas não são, nem nunca serão, uma central de empregos. Quem está, está por convicção.

Tiago Abreu - Presidente da Distrital de CDS de Portalegre"

Noticias Relacionadas