Linhas de Elvas
Alentejo 2020 - Projectos aprovados
Nutriprado
Sanielvas 358x90
Sanielvas 358x90

EDP Solidária 2017 abre candidaturas para projectos na área da Inclusão Social

Arranca no próximo dia 2 e decorre até 15 de Maio o período de candidaturas para o programa “EDP Solidária 2017”, na área de Inclusão Social, com vista a apoiar projectos que promovem a melhoria da qualidade de vida de pessoas e comunidades em situação vulnerável ou em risco de exclusão social.

26 Abril 2017

Arranca no próximo dia 2 e decorre até 15 de Maio o período de candidaturas para o programa “EDP Solidária 2017”, na área de Inclusão Social, com vista a apoiar projectos que promovem a melhoria da qualidade de vida de pessoas e comunidades em situação vulnerável ou em risco de exclusão social.

No total, desde o seu lançamento em 2004, o programa EDP Solidária – a maior linha privada de investimento social em Portugal - garantiu a continuidade e sustentabilidade de 350 projectos em todo o país, num investimento global superior a 11 milhões de euros.

Em 2017 volta a disponibilizar 2,1 milhões de euros destinados a apoiar três grandes programas: Saúde, Inclusão Social e Educação.

“O programa EDP Solidária tem sido, desde a sua génese, um motor de desenvolvimento de centenas de projectos ligados à área social em todo o país. Privilegiamos o apoio a instituições cujo trabalho se destaca na melhoria de situações de emergência social nas comunidades onde estas estão inseridas. Este ano atribuímos novamente uma verba superior a 2 milhões de euros que, certamente, terá um papel fulcral na diminuição de assimetrias sociais, ao criar os alicerces para uma sociedade mais equitativa e sustentável”, refere Miguel Coutinho administrador e director-geral da Fundação EDP.

Recorde-se que, só em 2016, o Programa apoiou 30 projectos de inclusão social e atribuiu 12 bolsas a alunos universitários de mérito, em situação de carência social. No campo da Saúde, foram financiados 17 projectos na área dos Cuidados Paliativos de adultos.

As candidaturas para a área da Saúde, dedicada este ano à melhoria da implementação e da disseminação em todo o país da Via Verde do Acidente Vascular Cerebral (AVC) e da Via Verde Coronária – que continuam a ser as principais causas de morte em Portugal -, estão previstas para a primeira quinzena de Julho.