Linhas de Elvas
Nutriprado
Sanielvas 358x90
Sanielvas 358x90

Projetos inovadores e com viabilidade económica procuram-se para o Alentejo

Premiar e financiar projetos que promovam ideias inovadoras e com viabilidade económica é o desafio do concurso lançado na cidade de Évora. A Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo (ADRAL) em parceria com o Crédito Agrícola apresentou o “Concurso de Ideias ADRAL & CA”, informando que este destina-se a jovens empreendedores de organizações integradas no Sistema Regional de Transferência de Tecnologia do Alentejo.

17 Março 2017

As candidaturas estão abertas até ao final do mês de Agosto, sendo os vencedores revelados no final do ano. O prémio é de 1250 euros e a instalação numa incubadora de empresas da região. Para a presidente da ADRAL, Hortênsia Menino, o objetivo desta iniciativa é captar atividades que contribuam para a criação de mais emprego fomentando uma maior dinâmica empresarial no território.

Este concurso pretende apoiar os jovens portugueses da região do Alentejo a dinamizar a economia, através da criação de empresas ou da criação de oportunidades de emprego.

Dividido em três categorias – Marketing digital, Aplicações com a tecnologia de realidade virtual/aumentada e Internet of Things – a iniciativa destina-se a alunos de instituições de ensino superior localizadas neste território, licenciados até dois anos e a estudantes do ensino técnico profissional.

A presidente da ADRAL, Hortênsia Menino salientou que o grande objetivo é promover projetos que concretizem o conceito “fazer diferente com maior eficiência e viabilidade económica”. A mesma responsável sublinhou que a intenção de privilegiar as tecnologias de informação vêm no âmbito do trabalho que a ADRAL tem vindo a fazer, ao longo dos anos, no sentido de captar empresas criativas para incentivar ao futuro da região.

“Este desafio tem duas componentes: a financeira e a possibilidade dos concorrentes vencedores poderem usufruir dos espaços de incubação de empresas que estão protocolados com a ADRAL durante um ano e existentes um pouco por todo o Alentejo”, anunciou, reforçando a ideia da necessidade de fazer a ligação do conhecimento académico e transferi-lo para o mundo empresarial.

Criação de emprego visa maior desenvolvimento regional

De acordo com Hortênsia Menino, esta parceria com o Crédito Agrícola resulta do facto de ser “o banco com maior abrangência local. Logo ao pensarmos no desenvolvimento da região faz todo o sentido ter como parceiro este grupo”.

Para o gestor de marketing da entidade bancária, César Machado, o investimento nas populações e nos territórios locais são os pilares da instituição. “Pensámos que seria interessante dar incentivos que vão ao encontro dos públicos existentes. Este concurso de ideias é lançado para este universo, nesta área que consideramos estratégica para o país e para o mundo”, frisou.

Novas sessões de apresentação do projeto estão agendadas para Portalegre a 21 de Março, em Alcácer do Sal a 24 de Março e em Beja a 27 de Março.